FlyFoz Paraquedismo

Bastam alguns minutos de instrução com um dos nossos experientes instrutores e a pessoa está pronta para experimentar a emoção de voar a uma velocidade aproximada de 200 km/h. Após treinamento temos uma decolagem com um sobrevoo panorâmico de 25 minutos em um avião, com vista dos principais atrativos turísticos da região, como: Usina de Itaipu, Rio Paraná, Ciudad del Este – Paraguai, Ponte da Amizade, Marco das Três Fronteiras (Brasil, Paraguai e Argentina).

O passageiro sai do avião junto com seu instrutor na altura de 10 mil pés (+/- 3000 metros), conectado a um instrutor especializado neste tipo de salto. São aproximadamente 30 segundos de queda livre, mais 6 (seis) a 8 (oito) voando com o paraquedas aberto com uma privilegiada vista de cima da tríplice fronteira.

O Salto Tandem ou o Salto Duplo, como é mais conhecido, normalmente é o primeiro contato com o paraquedismo.
No Brasil é praticado há mais de 20 anos e desde então tem atraído cada vez mais pessoas que desejam sair da rotina e experimentar a sensação de voar.
Os saltos são realizados de Quinta a Segunda-Feira, das 08:00h até o pôr-do-sol!
Dicas importantes para realização do salto duplo:

• Idade mínima 14 anos: passageiros entre 14 e 18 anos, só saltam com autorização assinada pelos pais, em cartório e os pais devem estar presentes no momento do salto para assinar o termo de responsabilidade. Maiores de 18 anos devem apresentar o documento antes do salto.
• Roupas: Utilize roupas esportivas e confortáveis. O calçado deve ser flexível. Recomenda-se uso de tênis.
• Peso: Acima de 95 kg o passageiro passará por avaliação dos instrutores e será cobrado taxa adicional de sobrepeso no valor de R$ 100,00. *Máximo de 110kg
• Estado de saúde: bom estado geral de saúde, não sendo portador de qualquer enfermidade.
• Portadores de qualquer deficiência física: podem saltar desde que avaliados pelo instrutor / responsável da FlyFoz.
• Tempo: tenha o plano de gastar no mínimo 3 horas para o salto (entre preparação, orientação e salto e finalização de imagem).
• Clima: A realização do salto depende das condições climáticas. Se as condições não estiverem ideais, o salto poderá durar mais tempo do que o previsto, remarcado ou cancelado.
• O salto não poderá ser realizado se você tiver praticado mergulho ou feito doação de sangue no período de 24 horas que antecedem o salto.

Valores:
– Salto Duplo SELFIE com fotos e vídeos da câmera de mão: R$ 890,00
– Salto Duplo VIP fotos e vídeos da câmera de mão e mais as fotos e vídeos de uma câmera externa que vai filmar seu salto em 360°.: R$ 1290,00

Pagamento:
– Em dinheiro: Real, Dólar, Euro ou Peso
– Cartão: Visa, Mastercard, Amex – débito ou crédito
– Pague Seguro
– PicPay
– Transferência Bancária

Política de Cancelamento e Reagendamento:

• Seu agendamento tem validade de 60 dias após a data da compra.
• Reembolso de 100% do valor da reserva (150 reais), até 48h após a data da compra.
• Reagendamento pode ser feito no máximo até 48h antes da data do salto.
• No Show: sem direito a reembolso ou reagendamento.
• Caso pese acima de 95kg, entre em contato para mais informações.

Grupo debate mudanças no transporte coletivo em Foz do Iguaçu

Representantes da Prefeitura de Foz do Iguaçu, Consórcio Sorriso e Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários (Sitro-FI) participaram, na tarde de quarta-feira (7), de uma reunião para debater propostas de mudanças no sistema de transporte coletivo, alvo de constantes reclamações. Não houve, no entanto, a participação de entidades ou órgãos de defesa dos interesses dos passageiros.

Em material distribuído à imprensa, a Agência Municipal de Notícias (AMN) informa que foi a primeira reunião do grupo criado por orientação do Tribunal Regional do Trabalho da 9ª Região. Durante o encontro, foi apresentada proposta elaborada pela concessionária do serviço sugerindo que a remuneração passe a ser por quilômetro rodado. Hoje, as empresas recebem por passageiro transportado.

“Esse modelo tem como base a Planilha de Gestão de Frota da ANTP (Associação Nacional de Transportes Públicos), utilizada por diversos municípios, inclusive Cascavel, e atende a uma necessidade emergencial, para garantir o pagamento em dia dos trabalhadores”, afirmou o representante do Consórcio Sorriso, Hélio Camilo Marra, citado pela AMN.

Por envolver modificação nos termos do contrato, porém, eventual alteração será feita, segundo a prefeitura, apenas após análise da Secretaria de Transparência e Governança, Procuradoria-Geral do Município, Instituto de Transportes e Trânsito de Foz do Iguaçu (Foztrans) e Ministério Público. A matéria deverá ser submetida, ainda, à avaliação dos vereadores.

“A tabela da ANTP será analisada e faremos o cálculo do valor de quilometragem para incluir na proposta. Depois disso, chegaremos a uma minuta para levar ao prefeito. Se aprovado, encaminharemos à Câmara para avaliação”, disse Licério Santos, diretor-presidente do Foztrans.

Encerramento do contrato

O encontro também teve discussões sobre garantias de pagamentos aos funcionários, que vêm sofrendo com atrasos nos salários e benefícios, e acerca da redefinição de linhas e aumento dos ônibus em circulação, tendo em vista a retirada de parte da frota desde o início da pandemia, em março de 2020.

Outro ponto avaliado é o encerramento do atual contrato em 31 de dezembro deste ano, em vez de outubro de 2025, como previsto originalmente. Para tanto, a prefeitura deve contratar uma empresa de auditoria para verificar os 11 anos de serviços prestados e a existência de eventuais pendências.

O futuro do transporte coletivo em Foz do Iguaçu é incerto, havendo propostas de nova licitação ou, até mesmo, de municipalização do serviço, que passaria a ser prestado por uma empresa pública controlada pela prefeitura. A discussão é similar à de outras cidades brasileiras, onde os atuais modelos de concessão vinham sendo questionados anteriormente aos impactos provocados pelo novo coronavírus.

error: O conteúdo protegido !!! Este conteúdo e de exclusividade do H2FOZ.