Alerta no Paraguai foi pra valer: vento chegou a 140 km por hora. E aqui?

Antes da chegada do temporal, os ventos trouxeram da Argentina para o Paraguai esta nuvem de fumaça e cinzas. Foto: La Nación

A vizinha Puerto Iguazú, na Argentina, também sofreu danos com o temporal.

Bem que dissemos: parece mais fácil prever o tempo no Paraguai, país pequeno e com um clima tropical em todo o seu território.

WHATSAPP – Assine a nossa linha de transmissão.

TELEGRAM – Entre em nosso grupo.

A Divisão de Meteorologia do Paraguai emitiu na segunda-feira, 28, alerta para temporais no país, com entrada pela Argentina. E não deu outra.

O jornal Última Hora informa que o tempo fechou em vários pontos do Paraguai, com rajadas de vento de até 140 km por hora e muitos danos materiais.

NUVEM DE CINZAS E FUMAÇA

Em pleno meio-dia, na cidade de Ayolas, departamento de Misiones, o dia virou noite, com a chegada de uma tempestade de pó, com fumaça e cinzas, provavelmente das queimadas de matas no lado argentino.

No decorrer das horas o fenômeno climático afetou grande parte do país, com fortes chuvas e tormentas elétricas, diz o jornal.

A tempestade de pó atingiu até mesmo o centro de Assunção, à tarde e à noite, e também o departamento Central. A passagem do fenômeno cobriu Assunção de fumaça e cinzas, obrigando até a suspender a partida entre Olimpia e Sol de América, devido ao clima insalubre.

O diretor de Meteorologia, Raúl Rodas, em entrevista ao canal GEN, reproduzida pelo jornal La Nación, exlicou que a nuvem de fumaça e cinzas provinha do Norte da Argentina, produzida pelas queimadas. As partículas se elevaram até a atmosfera e chegaram ao território paraguaio levadas pelos fortes vendos.

VENDAVAL

Este carro foi atingido por uma árvore, quando estava em movimento. Ninguém se feriu. Foto: Última Hora

As rajadas de vento mais fortes, de 140 km por hora, ocorreram na cidade de Encarnación, fronteira com a Argentina. O vento chegou a afundar um barco nas caudalosas águas do Rio Paraná. Os quatro tripulantes conseguiram se salvar nadando até a margem. Eles usavam coletes salva-vidas.

Rajadas intensas foram registradas em alguns municípios dos departamentos de Paraguari (106 km/hora), Misiones (90 km/h), Itapúa (89 km/h) e Central (79 km/h.)

Pneumologistas alertaram que as condições não eram ideais para atividades físicas ao ar livre.

Para esta terça-feira, a Direção de Meteorologia prevê mais chuvas e tempestades para todo o país. No caso de Alto Paraná, atingiria apenas o norte do departamento. Portanto, Ciudad del Este deve escapar dessa.

PUERTO IGUAZÚ ATINGIDA

Embora fique tão perto de Foz, o temporal desta segunda-feira provocou muitos danos na vizinha Puerto Iguazú, na Argentina, enquanto aqui foram apenas pancadas de chuva.

O circuito superior de visitação nas Cataratas do lado argentino foi fechado devido à queda de árvores, que provocou danos, mas não deixou ninguém ferido. A informação é do portal La Voz de Cataratas.

Em Posadas, capital da província de Misiones, árvores caíram sobre telhados e carros. Fotos: Misiones Cuatro

O portal El Territorio noticia que os temporais atingiram a capital, Posadas, além de vários municípios do interior da província de Misiones, provocando muitos estragos.

O temporal começou por volta do meio-dia, com ventos de quase 100 km por hora, que derrubaram árvores e postes de luz, além de danificar telhados de pelo menos 40 moradias, em Posadas.

Misiones Cuatro, portal da emissora com este nome, reportou a queda de árvores sobre veículos e sobre a fiação, deixando trânsito interrompido e várias localidades sem luz, em Posadas. Outros municípios também ficaram sem energia elétrica, até que o sistema fosse restaurado.

AQUI, POUCA CHUVA

Em Foz, nuvens carregadas trouxeram pouca chuva, de forma dispersa. Foto: Patrícia Iunovich

Apesar do alerta amarelo do Inmet, que vigora até as 11h desta terça-feira, até agora choveu muito pouco em Foz do Iguaçu.

Permanece a previsão, de todos os serviços meteorológicos, de que vão ocorrer pancadas de chuva ao longo do dia. O volume deve chegar a 14,2 milímetros. Chuva entre 10 e 20 milímetros é considerada moderada.

Quanto à temperatura, somente o Simepar indica uma queda para 28 graus, nesta terça, e para 27 graus na quarta-feira. Chuvas continuam até quinta.

Outros serviços também preveem que a chuva prossegue até quinta-feira, com exceção do CPTEC/Inpe, que indica precipitações apenas nesta terça e na quarta-feira.

Mas nenhum, além do Simepar, vê queda na temperatura para menos de 30 graus, ao longo de toda a semana.

Gostou do texto? Contribua para ampliar o jornalismo em Foz do Iguaçu. ASSINE JÁ

Já escutou o último episódio do GUARÊ, o podcast do H2FOZ? OUÇA AGORA

É proibida a reprodução total ou parcial deste conteúdo sem prévia autorização do H2FOZ.

Claudio Dalla Benetta - H2FOZ

Cláudio Dalla Benetta é jornalista e repórter do H2FOZ. e-mail: [email protected] Veja mais mais conteúdo do autor.