Chuva volta a Foz do Iguaçu. Temperaturas continuam nas alturas

O amanhecer desta terça, nos arrabaldes de Foz: sol entre poucas nuvens. Foto CDB

Pela primeira vez, voltou a unanimidade nas previsões. É mais fácil acreditar assim…

Com exceção desta terça-feira, 16, dia em que até pode chover, mas a maioria descarta essa chance, todos os serviços de meteorologia coincidem em chuva pra quarta-feira, 17, e quinta.

Em maior ou menor grau, coincidem também que a temperatura deve baixar desta terça-feira para amanhã. E subir bastante no sábado, 20.

Quando há coincidência nas previsões, fica mais fácil ser o “mensageiro”. Difícil, mesmo, é quando vem alerta pra temporal: se não vem, azar de quem noticiou; quando vem, azar de todos.

Mas vamos aos prognósticos, palavra mais bonita e que evita a repetição de “previsão” num texto. Veja que apenas o Inmet vê chance de chuva nesta terça-feira e também na sexta-feira, 19.

Simepar: chove quarta e quinta-feira. Temperatura máxima varia entre 27°, na quarta, e 32°, no sábado. Chuva volta na semana que vem.

Inmet: pode até chover nesta terça, 16, com trovoadas isoladas à noite. Mas tendência de chuva aumenta nos próximos três dias, de quarta a sexta-feira. Temperatura máxima entre 27°, na quarta-feira, e 33°, no sábado.

AccuWeather: chuvas ocasionais e temporal na quarta e “tempestade em partes da região” na quinta-feira. A máxima fica entre 29°, nesta quarta, e 33° no domingo.

Tempo Agora: chove na quarta e na quinta-feira. Temperaturas máximas ficam entre 27°, na quarta, e 30°, no sábado.

Climatempo: chuva na quarta e na quinta, com máximas entre 27°, na quarta-feira, e 30°, no sábado.

Sistema Faep: chuva moderada na quarta-feira e chuva leve na quinta. Máxima também sobe de 30 graus, na quarta, para 33° no sábado.

TEMPERATURAS

Observe que quatro dos seis serviços consultados coincidem na previsão de máxima para quarta-feira: 27°. E que três deles apontam 33° no sábado.

Mas todos, sem exceção, apontam para aumento da temperatura de quarta para sábado. Não está ali em cima, mas também haverá uma redução da máxima desta terça para amanhã.

Até agora, em boa parte do Paraná, novembro se afirma como mês bem mais seco que outubro, o que não é nada bom para nossas reservas de água. Perspectivas para dezembro são ainda piores.

Só resta torcer pra que aumente a possibilidade de chuva nos próximos meses, já que a consequência quase imediata será a manutenção da bandeira vermelha na conta de luz por um prazo mais longo. E de aumento na tarifa, já que o custo da eletricidade sobe com o uso de energia das usinas térmicas, movidas a carvão, gás ou petróleo, matéria-prima bem mais cara, obviamente, que a água, o vento e o sol.

Gostou do texto? Contribua para ampliar o jornalismo em Foz do Iguaçu. ASSINE JÁ

Já escutou o último episódio do GUARÊ, o podcast do H2FOZ? OUÇA AGORA

Claudio Dalla Benetta - H2FOZ

Cláudio Dalla Benetta é jornalista e repórter do H2FOZ. e-mail: [email protected] Veja mais mais conteúdo do autor.

Claudio Dalla Benetta - H2FOZ tem 1160 posts e contando. Ver todos os posts de Claudio Dalla Benetta - H2FOZ

error: O conteúdo protegido !!! Este conteúdo e de exclusividade do H2FOZ.