A importância do passado para o presente

(Foto: Carlos Sossa/H2FOZ)

Prof. José Afonso de Oliveira

Não faz muito tempo, a administração municipal investiu pesadamente no setor de saúde da cidade. Construiu um hospital municipal, dotado de todos os equipamentos necessários, e contratou funcionários da área de saúde para o seu pleno funcionamento. Detalhe sumamente importante: como se trata de um hospital público, todos os serviços prestados são gratuitos para os pacientes.

Mas outras questões também foram relevantes, como a construção ou reforma de postos de saúde espalhados pelos vários bairros da cidade e a criação e construção das unidades de pronto atendimento (UPAs), o que possibilita um melhor atendimento a toda a população. Evidentemente que tudo isso teve um custo, por sinal bem elevado, tanto quanto a manutenção e o pleno funcionamento de todas essas unidades têm custos bem significativos, mas é inegável a melhoria das condições de vida para as pessoas.

Tivemos igualmente uma melhoria nos nossos sistemas educacionais com a criação e entrada em funcionamento de um curso de Medicina na Unila, curso de Enfermagem na Unioeste e outros cursos na área de saúde nas faculdades privadas, permitindo assim formar profissionais, de alta competência, para o atendimento das pessoas.

Tudo isso foi realizado no passado recente e agora está em pleno funcionamento permitindo que nesta crise que estamos vivendo da pandemia do coronavírus possamos ter as condições necessárias, mesmo que sejam elas bastante reduzidas, para o atendimento das pessoas que necessitarem, quer com internações ou até mesmo monitoramento domiciliar, conforme estamos assistindo.

Construir uma cidade e administrá-la é sempre uma questão de boa gestão – e, para tanto, o gestor deve estar firme na realidade presente, mas tendo os objetivos no futuro que se apresenta. Não é possível ou viável ficar apenas no presente, pois assim agindo todo o trabalho rapidamente será desnecessário frente às novas realidades que vão surgindo.

Ao mesmo tempo é muito bom observar a necessidade de podermos dar um sentido para os nossos jovens, por meio de estudos universitários sérios e comprometidos com a realidade, de sorte a termos bons profissionais para os vários atendimentos que possamos necessitar na área específica da saúde. Sistemas educacionais têm essa finalidade de atendimento às pessoas. 

* Prof. José Afonso de Oliveira é sociólogo e professor universitário em Foz do Iguaçu.
_________________________________

Este texto é de responsabilidade do autor/da autora e não reflete necessariamente a opinião do H2FOZ.


Quer divulgar a sua opinião. Envie o seu artigo para o e-mail [email protected]

Gostou do texto? Contribua para ampliar o jornalismo em Foz do Iguaçu. ASSINE JÁ

Já escutou o último episódio do GUARÊ, o podcast do H2FOZ? OUÇA AGORA

Professor Afonso

José Afonso de Oliveira é professor e sociólogo em Foz do Iguaçu. E-mail: [email protected] Veja mais conteúdo do autor.

Professor Afonso tem 0 posts e contando. Ver todos os posts de Professor Afonso

error: O conteúdo protegido !!! Este conteúdo e de exclusividade do H2FOZ.