Emprego para todos

Prof. José Afonso de Oliveira | OPINIÃO

Pensar que talvez o maior problema que enfrentamos em Foz do Iguaçu diz respeito à questão do emprego. Desde a conclusão e entrada em funcionamento da hidrelétrica de Itaipu, a questão do emprego é crítica na cidade.
Se no período da construção da hidrelétrica o número de empregos ofertados era muito grande, atraindo trabalhadores do Brasil inteiro, atualmente isso não ocorre e não temos nenhum setor específico que seja gerador de muitas vagas.

Pensar na instalação de indústrias esbarra sempre na questão dos produtos disponibilizados no Paraguai, procedentes do mundo inteiro – e hoje, mais do que nunca, isso é praticamente inviável dado o processo atual da globalização.

Os setores de turismo e hotelaria geram e empregam um número considerável de trabalhadores, mas isso é bem sazonal e, no momento em que estamos vivendo essa pandemia, a recuperação desses setores ainda está muito longe de ocorrer.

Surgem segmentos ligados à informática, internet, redes sociais, mas a ocupação é muito baixa e os serviços requerem alta especialização disponível na cidade por conta dos cursos superiores existentes nessa área; porém ainda é um setor novo e muito restrito, mas que, esse sim, deve crescer bastante, pois a informática está vindo para ser um novo procedimento de trabalho.

Os cursos superiores implantados e em funcionamento na cidade geraram um razoável número de empregos, grande parte deles absorvida por pessoas procedentes de outras cidades e áreas externas de Foz do Iguaçu.

Fica claro que não podemos encontrar sozinhos uma resposta para um problema tão complexo, pois há inúmeras variantes que precisam e devem ser consideradas, contudo penso que a prefeitura pode liderar os sindicatos profissionais, Sesc, Senac, Sesi, Sebrae, ACIFI etc. para que juntos possam pensar, articular e criar formas, projetos, planos que sejam capazes de alavancar a nossa economia, gerando novos e bons empregos.
Portanto este é o momento propício para pensarmos nessas soluções, afinal em campanhas políticas isso deve existir.

* José Afonso de Oliveira é professor e sociólogo em Foz do Iguaçu.
________________________________

Este texto é de responsabilidade do autor/da autora e não reflete necessariamente a opinião do H2FOZ.

Quer divulgar a sua opinião. Envie o seu artigo para o e-mail [email protected]

Alexandre Palmar

Repórter e Editor do H2FOZ e-mail: [email protected] Mais por Alexandre Palmar

error: O conteúdo é de exclusividade do H2Foz.