Foz do Iguaçu: a cidade dentro de um bosque

Na pandemia, Foz do Iguaçu totaliza 78.401 casos positivos de covid-19 e 1.272 vidas perdidas - Foto: Marcos Labanca/Arquivo
Siga a gente no

Prof. José Afonso de Oliveira – OPINIÃO

Chamam muito a atenção de todos aqueles que nos visitam as referências quanto à arborização de nossas ruas, praças e avenidas.

De fato, esta é uma das cidades mais bem arborizadas que se conhece, e isso gera uma série enorme de boas sensações para todos os seus habitantes.

Ao amanhecer e ao anoitecer, as árvores são tomadas pelos pássaros de vários e diferentes grupos que, com seus cantos, alegram os dias que vivemos, além, claro, de suas belas e coloridas plumagens.

Temos ainda algumas particularidades como a Avenida Pedro Basso, um verdadeiro túnel formado por suas imensas e belas árvores, algo inexistente nas cidades brasileiras. Que coisa mais encantadora e bela transitar por essa avenida todos os dias ou mesmo esporadicamente. Nossos turistas ficam literalmente encantados com tudo o que observam nessa linda e original via pública.

Encontramos também, em parte da Avenida Paraná, toda uma fileira de plátanos de raríssima beleza. Agora, em pleno outono, as árvores vão perdendo as folhas, que ficam vermelhas, cor de cobre, e vão caindo. Chegado o inverno, não haverá mais folhas nessas árvores, as quais, na primavera, recuperam as suas folhas verdejantes e fazem um cenário belíssimo, anunciando a chegada da vida na natureza.

Tudo isso constitui aquilo que está dentro de nossa cidade, que, por conta dessa característica muito própria, formando esse bosque enorme, faz com que possamos viver e conviver nele. Isso é algo inédito em termos de ocupação urbana do solo.

Isso tem hoje um grande significado, ensinando a todos nós que é sim possível e desejável a vida em sociedade em perfeita simbiose, harmonia com a natureza, pois sem ela tudo fica praticamente impossível de ser plenamente vivido.

É exatamente nesse contexto que temos o privilégio de abrirmos novas formas de convivência que dão sim um sentido de maior grandeza em nossa existência. O viver com a natureza é algo sensacional e, atualmente, muito procurado e intensamente buscado, mas pouco, muito pouco, realizado.

Que no atual estágio da globalização que estamos vivendo, tudo isso possa servir como modelo, estímulo para outras tantas ações.

* José Afonso de Oliveira é professor e sociólogo em Foz do Iguaçu.
________________________________

Este texto é de responsabilidade do autor/da autora e não reflete necessariamente a opinião do H2FOZ.

Quer divulgar a sua opinião. Envie o seu artigo para o e-mail [email protected]

É proibida a reprodução total ou parcial deste conteúdo sem prévia autorização do H2FOZ.

Professor Afonso

José Afonso de Oliveira é professor e sociólogo em Foz do Iguaçu. E-mail: [email protected] Veja mais conteúdo do autor.

-->