Foz do Iguaçu na pós-pandemia

A evolução das modernas tecnologias ganha agora um grande campo de ação, possibilitando novas relações sociais. Foto: Marcos Labanca

Prof. José Afonso de Oliveira – OPINIÃO

Já estamos muito próximos do fim da pandemia da covid, ao menos da sua fase mais intensa. A população, devidamente vacinada, propicia essa nova situação de melhoria para todas as pessoas.

Muito do que aconteceu, especialmente as paralisações generalizadas, os impedimentos de frequentarmos alguns lugares, enfim, tudo o que se viveu tem agora um momento muito bom para ser repensado e aplicado à sociedade.

Muito do trabalho que realizávamos fora do ambiente residencial passou a ser feito em casa, com a utilização da informática, de sorte que agora podemos perceber e transformar em uma atividade definitiva trabalharmos em casa, gerando, portanto, essa nova realidade que vai trazer grandes diferenças em relação ao que vivíamos antes da pandemia.

Na área educacional, por exemplo, a utilização da informática terá de ser muito aperfeiçoada porque não se trata de colocarmos a sala de aula dentro dos computadores, e sim de desenvolvermos novos procedimentos, baseados em softwares específicos, de sorte que nossos alunos possam aprender como fazer com jogos interativos já existentes.

Pense em laboratórios de física, química e biologia, que serão extremamente importantes para todo o aprendizado de nossos alunos. Mas esses podem ser laboratórios projetados e realizados por softwares apropriados, permitindo que os alunos possam realizar as suas experiências tendo como base todo o conhecimento científico dessas disciplinas mencionadas. Será um salto qualitativo muito alto e necessário para alavancar uma aprendizagem muito mais eficiente e de alta qualidade.

Mas avançamos quando pensamos que toda a economia de nossa cidade está alicerçada no setor de prestação de serviços e, nesse, o atendimento aos turistas e hóspedes de nossos hotéis. Podemos colocar todos os nossos pontos turísticos e os nossos bons hotéis para serem acessados de onde os turistas estiverem, para que se sintam motivados a visitar a cidade, o ano todo.

Uma Itaipu visual com as pessoas entrando nas estruturas da hidrelétrica, animais e vegetais disponíveis no Parque Nacional do Iguaçu postos em um museu virtual, acessado de qualquer local e com interação, colocando as pessoas dentro dessas estruturas do Parque Nacional.

A evolução das modernas tecnologias ganha agora um grande campo de ação, possibilitando novas relações sociais.

* José Afonso de Oliveira é professor e sociólogo em Foz do Iguaçu.
________________________________

Este texto é de responsabilidade do autor/da autora e não reflete necessariamente a opinião do H2FOZ.

Quer divulgar a sua opinião. Envie o seu artigo para o e-mail [email protected]

Gostou do texto? Contribua para ampliar o jornalismo em Foz do Iguaçu. ASSINE JÁ

Já escutou o último episódio do GUARÊ, o podcast do H2FOZ? OUÇA AGORA

Professor Afonso

José Afonso de Oliveira é professor e sociólogo em Foz do Iguaçu. E-mail: [email protected] Veja mais conteúdo do autor.

Professor Afonso tem 0 posts e contando. Ver todos os posts de Professor Afonso

error: O conteúdo protegido !!! Este conteúdo e de exclusividade do H2FOZ.