Necessidades urgentes de Foz do Iguaçu

Gozamos da vantagem de termos a reeleição do prefeito, o qual conhece bem os problemas da cidade e, portanto, sabe como resolvê-los. Por isso mesmo é possível apresentar aqueles que são os principais problemas da cidade.

O primeiro deles diz respeito à pandemia que estamos vivendo e, por conta disso, a busca rápida e eficiente de uma vacina para toda a população. Sim, é preciso negociar, mas, acima de tudo, é urgente termos a vacina disponível imediatamente.

Gerar empregos capazes de conter toda a crise social que deve avolumar-se com o fim do auxílio emergencial. Propor empregos em massa, por exemplo, em limpeza pública, em terrenos baldios, em áreas que necessitem, assim como setores de construção civil, produção de alimentos no entorno da cidade e outros. Para tanto, uma parceria com a ACIFI é de suma importância.

Resolver a questão do transporte público, que já está sob intervenção da municipalidade, mas que talvez precise ter uma nova forma de contratação. Para isso buscar assessoria jurídica e enfrentar o problema apresentando as novas exigências, procedimentos para que a situação possa ser, rapidamente, melhorada para o bom atendimento de todos os trabalhadores e turistas na cidade.

Buscar junto a todos os órgãos municipais, estaduais e federais uma reurbanização que possa atender os moradores da ocupação do Bubas. Havendo pendências judiciais ainda não resolvidas, procurar as soluções, porém fazer o arruamento, colocando redes de água, esgoto e energia elétrica, providenciar equipamentos de lazer e, muito importante, construir e financiar casas populares. Não é possível e permitido que essas pessoas vivam na situação de um acampamento de refugiados como estão.

Entendemos perfeitamente que esses são grandes desafios, mas para isso temos as autoridades municipais, os vereadores, o Poder Judiciário, que devem estar a serviço dos cidadãos para podermos ter melhores condições de vida. Não podemos ficar de braços cruzados, realizando encontros, festas etc. enquanto as soluções para os nossos grandes problemas não são idealizadas, de sorte a trazermos tranquilidade para todas as pessoas que vivem nesta cidade.

É difícil, entretanto para isto foram eleitos ou concursados no Poder Judiciário: para atender às demandas da sociedade e nada mais. Portanto, ao trabalho, pois é isso que se espera neste momento.

* José Afonso de Oliveira é professor e sociólogo em Foz do Iguaçu.

________________________________

Este texto é de responsabilidade do autor/da autora e não reflete necessariamente a opinião do H2FOZ.

Quer divulgar a sua opinião. Envie o seu artigo para o e-mail [email protected]

error: O conteúdo é de exclusividade do H2Foz.