Todo cuidado é pouco

O mosquito é o transmissor da dengue e outras doenças - Foto: Fiocruz
Siga a gente no

Prof. José Afonso de Oliveira – OPINIÃO

Estamos vivendo um surto de epidemias de dengue e covid que são muito preocupantes. Com o frio, felizmente os mosquitos transmissores da dengue não vão conseguir resistir por muito tempo, atenuando assim a contaminação das pessoas. Mas fica o alerta que a melhor forma de combate a dengue é manter todos os locais, residenciais ou não, limpos sem a ocorrência de águas paradas.

Já o fenômeno de uma espécie de retorno da covid é bastante preocupante e devemos novamente voltar a utilizar máscaras em locais com grande público como sejam escolas, universidades, supermercados, evitando, enquanto possível a realização de festas ou eventos com grande participação do público.

Acrescente-se que neste período de outono e, mais ainda no inverno as possibilidades de problemas respiratórios em crianças, jovens e adultos tendem a ser mais acentuados e os cuidados devem ser os mesmos de sempre, pessoas bem agasalhadas, bem alimentadas com tempos de repouso, ingerindo grandes quantidade de água, ao menos, algo em torno de 2 litros diários. Em casos mais graves procurar atendimento médico imediatamente.

Muitas pessoas estão admiradas com essas ocorrências, pensando, equivocadamente que o surto da covid já passou, mas isso não corresponde a verdade, conforme estamos verificando. Os leitos hospitalares disponíveis para os casos mais graves encontram-se já com máxima ocupação e, como a única e eficiente forma de prevenção a vacinação deve ser retomada pelas pessoas, cumprindo as determinações sanitárias. Para a covid essa é a única forma possível de prevenção, não existindo nenhuma outra possibilidade.

Tudo isso é muito interessante e mesmo espantoso, mas tenhamos em mente que muitas coisas estão ocorrendo no mundo agora globalizado que podem alterar profundamente as condições de vida no planeta.

As condições do ambiente natural altamente contaminada com vários tipos de elementos tóxicos, as áreas de agricultura e pecuária em imensas regiões utilizando, abusivamente, elementos venenosos para o combate a pragas, tudo isso acaba resultando em grandes mudanças na natureza.

Mas é o ritmo de vida que estamos levando onde o stress passa a ser visto como algo de normalidade que acaba também ocasionando vários e profundos problemas, diminuindo a nossa imunidade.

É proibida a reprodução total ou parcial deste conteúdo sem prévia autorização do H2FOZ.

Professor Afonso

José Afonso de Oliveira é professor e sociólogo em Foz do Iguaçu. E-mail: [email protected] Veja mais conteúdo do autor.

-->