Nas portas dos hospitais, há sempre carros de funerárias para receber os que falecem. Foto Marcos Labanca

Casos de covid-19 diminuem, em Foz, mas número de mortes ainda está muito elevado

Números totais da pandemia em Foz, até esta terça-feira, 23: 30.787 casos, 29.742 pessoas recuperadas, 573 mortes e ocupação de 101,60% dos leitos de UTI.

Nas últimas 24 horas, a Vigilância Epidemiológica registrou 88 casos (continuam em queda) e 8 mortes (dentro da média semanal).

Outra tendência em Foz é de sempre aparecerem nas estatísticas, nas últimas semanas, pessoas que, pela idade, estariam fora dos grupos de risco. Das oito mortes nas 24 horas, quatro são homens de 67, 72, 75 e 86 anos (todos do grupo de risco) e 4 são mulheres de 49, 50, 67 e 85 anos (duas fora dos grupos de risco).

Com as mortes registradas nos últimos 10 dias, o índice de letalidade em Foz está agora em 1,86%, praticamente empatado com o do Paraná (1,87%) e bem acima da média da 9ª Regional de Saúde, que inclui outros oito municípios. Em fevereiro, a letalidade em Foz (que significa o número de mortes em relação ao total de casos) era de 1,50%.

MÉDIA MÓVEL EM QUEDA

Dos casos confirmados em Foz, 285 estão em isolamento domiciliar, com sinais e sintomas leves, e 187 pessoas estão internadas.

Os leitos de UTI estão 101,60% ocupados. Dos 126 existentes, 127 estão em uso (nesse caso, leitos em UPA são utilizados para atender os pacientes que necessitam de cuidados intensivos).

Nas enfermarias, dos 89 leitos existentes, 74 estão em uso (83,15%).

A incidência da covid-19 está em situação de emergência desde o ano passado. Atualmente, são 12.022 casos a cada 100 mil habitantes, 75% a mais do que a média paranaense (6.900).

Mas a média móvel de casos continua em queda. Estava em 133,43 na segunda-feira, 20, e agora está em 127,86 casos diários, considerando a média dos últimos sete dias.

NO PARANÁ

A queda dos casos, em Foz do Iguaçu, acompanha a tendência paranaense. A média móvel de sete dias, até segunda-feira, estava em 3.719 casos, no Paraná, uma redução de 26,7% na comparação com 14 dias atrás.

O Paraná também está com diminuição na média móvel de mortes. Nos sete dias até segunda-feira, estava em 100 mortes por dia, 16,2% a menos que há duas semanas.

Já a média móvel de mortes em Foz, embora não seja divulgada no informe da Vigilância Epidemiológica, subiu muito nos últimos dias. Até domingo, em apenas sete dias, foram 65 mortes, uma média de 9,2 por dia.

Se forem somados os óbitos de segunda (13) e desta terça (8), o total passa a 86. Dividindo este total por 9 dias, a média vai para 9,5 mortes por dia.

Claudio Dalla Benetta - H2FOZ

Cláudio Dalla Benetta é jornalista e repórter do H2FOZ. e-mail: [email protected] Veja mais mais conteúdo do autor.

Claudio Dalla Benetta - H2FOZ tem 908 posts e contando. Ver todos os posts de Claudio Dalla Benetta - H2FOZ