Casos de covid caem em Foz. Óbitos e internamentos continuam elevados

O número de casos de covid-19, em Foz do Iguaçu, já está semelhante ao que se verificava nos meses em que a pandemia estava mais controlada, como agosto e setembro do ano passado, por exemplo. Foram 36 nas últimas 24 horas.

Já as mortes permanecem num patamar ainda assustador: oito iguaçuenses morreram de domingo pra esta segunda-feira, 12. No mês, já são 66 óbitos, uma média de 5,5 por dia. Mesmo que haja uma queda daqui pra frente, abril deverá ficar como o segundo mês de maior mortandade pela pandemia, atrás apenas de março passado, quando houve 237 óbitos.

Da mesma forma, a situação nas UTIs continua preocupante. Dos 125 leitos existentes, 105 estão com pacientes (84%). Nas enfermarias, estão ocupados 40 dos 78 leitos (44,94%).

É importante lembrar que, em junho de 2020, Foz do Iguaçu só dispunha de 30 leitos de UTI para covid-19, como mostrou o jornalista Vacy Junior em levantamento especial aqui no H2FOZ.

Confira: H2FOZ lança infográfico exclusivo para entendemos a pandemia em Foz

À medida que a doença avançou, os leitos foram sendo ampliados progressivamente. Em fevereiro deste ano, já eram 105. Foi preciso colocar outros ainda à disposição, até se chegar ao total existente, de 125.

Segundo os médicos, a situação ideal, em termos de permitir um atendimento menos tumultuado e com menos sacrifício do pessoal de saúde, seria de ocupação de no máximo 40% dos leitos de UTI. Estamos longe disso.

A mortalidade, que é o percentual de óbitos em relação à população, também continua subindo. No boletim da Vigilância Epidemiológica desta segunda-feira está em 2,18%, superior à mortalidade média no Paraná (2,16%) e também maior que a mortalidade no mundo (2,16%, índice igual ao paranaense). A mortalidade no Brasil é de 2,61%.

Os óbitos das últimas 24 horas são de seis homens, dois com 56 anos e os outros com 61, 68, 83 e 85; e de duas mulheres, de 69 e 81 anos. Desde a chegada da pandemia, a covid-19 já fez 708 vítimas fatais.

CASOS EM QUEDA

Já os novos casos registrados somaram 36, de domingo para esta segunda. A média móvel continua em queda – agora está em 61,29 casos por dia, contados sete dias até esta data.

Felizmente, estamos longe dos índices de março, quando a média diária foi de 176 casos. Mas não é uma média que permita finalmente dizer que a pandemia está sob controle. Não está. Ainda depende de todos pra isso acontecer.

Com os 36 casos registrados no boletim, de pessoas com idades entre 11 meses de idade e 85 anos, o total chega a 32.514 desde o início da pandemia. Desse total, 31.429 são de pessoas recuperadas.

Foz tem hoje 377 casos ativos da doença. Há 239 pessoas em isolamento domiciliar, com sinais e sintomas leves, e 138 estão internadas.

Gostou do texto? Contribua para ampliar o jornalismo em Foz do Iguaçu. ASSINE JÁ

Claudio Dalla Benetta - H2FOZ

Cláudio Dalla Benetta é repórter do H2FOZ. e-mail: [email protected] Veja mais mais conteúdo do autor.

error: O conteúdo é de exclusividade do H2Foz.