Nas barreiras, os carros são parados para saber se há justificativa pela locomoção fora do horário. Foto AMN

Fiscalização de Foz aplica 58 multas em dois dias, por desrespeito ao toque de recolher

As equipes de fiscalização da Prefeitura de Foz do Iguaçu aplicaram 12 multas na terça-feira, 16, e outras 46 na quarta-feira, 17, por desobediência ao toque de recolher, que vigora das 20h às 5h. As multas foram para pessoas e estabelecimentos.

Um dos casos foi registrado na pista de caminhada da Avenida Paraná, onde diariamente equipes compostas por servidores voluntários da administração municipal têm acompanhado a circulação de pessoas e o uso obrigatório de máscara.

Um jovem que estava sem máscara desacatou uma servidora, com palavras de baixo calão e ofensas, e se negou a utilizar o equipamento de proteção individual. Além de multa, ele foi encaminhado à Polícia Civil para o registro da ocorrência.

Equipes estão dispostas ao longo da pista de caminhada da Avenida Paraná, onde um jovem foi detido por desacato. Foto Marcos Labanca

Ainda na noite de quarta, 14 pessoas foram autuadas em uma festa clandestina numa chácara de eventos, localizada no Jardim Niterói.

Outros 32 autos de infração foram emitidos para motoristas que trafegavam após as 20h sem a apresentação de justificativa. A Prefeitura segue intensificando as fiscalização para garantir o cumprimento das medidas, a fim de reduzir o número de casos e mortes pela Covid-19.

Além do controle de circulação dos munícipes, os agentes também reforçaram a fiscalização com barreiras sanitárias na região da Ponte da Amizade

Na noite de terça-feira, houve 403 vistorias, que resultaram em 12 multas. Segundo o diretor de Fiscalização, Nilton Zambotto, os agentes fiscalizam pontos estratégicos onde a circulação de pessoas e veículos é mais frequente.

“É preciso respeitar o horário estipulado pelo decreto e, assim, contribuir para diminuir a propagação do vírus pela cidade. As equipes mantêm a fiscalização em todas as regiões da cidade”, afirma.

BARREIRAS SANITÁRIAS

Próximo ao viaduto, na Avenida Juscelino Kubitschek, estão barreiras sanitárias. Foto AMN

Até a próxima segunda-feira (22), agentes do Foztrans e da Guarda Municipal também estarão em postos de fiscalização na região da Ponte da Amizade para controlar a entrada de motoristas com veículos de placas estrangeiras.

Os condutores deverão apresentar o teste RT-PCR negativo, feito em até 72h. A medida atende ao novo decreto municipal. A concentração é feita na Avenida Juscelino Kubistchek, próximo ao viaduto.

Ambulâncias transportando pacientes do exterior, sem a comprovação de encaminhamento para unidade hospitalar, serão proibidas de entrar no município.

O transporte ilegal de estrangeiros que vêm a Foz do Iguaçu buscar atendimento contribuiu para sobrecarregar o sistema de saúde da cidade, que há mais de três semanas está com as UTIs (Unidades de Terapia Intensiva) com 100% de ocupação, usando recursos extras para dar assistência aos casos graves.

Para as pessoas que trabalham ou estudam no Paraguai, não será exigida a apresentação do teste, desde que comprovadas as atividades. Para motoristas de mototáxis, táxis, vans e veículos por aplicativos o exame também não será obrigatório, devendo ser apresentado apenas pelos passageiros.

Claudio Dalla Benetta - H2FOZ

Cláudio Dalla Benetta é jornalista e repórter do H2FOZ. e-mail: [email protected] Veja mais mais conteúdo do autor.

Claudio Dalla Benetta - H2FOZ tem 908 posts e contando. Ver todos os posts de Claudio Dalla Benetta - H2FOZ