Fiscalização identifica festas por toda a cidade; uma delas tinha 600 pessoas

A madrugada deste domingo (20) foi agitada em Foz do Iguaçu. A equipe da Ação Integrada de Fiscalização Urbana (AIFU) fez nove autuações por toda a cidade, incluindo uma festa rave na região do Lote Grande, com 600 pessoas, regada por bebidas e narguilé.

Ainda foram interditadas uma festa com cem pessoas no bairro Cidade Nova e uma comemoração com 20 pessoas no Jardim Polo Centro, após denúncia, e feitas intervenções em bares e praças.

A rave com 600 pessoas ocorria em uma chácara em uma área rural da região leste, com a presença de jovens acima de 18 anos e pessoas adultas. A equipe de fiscalização – formada pela Defesa Civil, Guarda Municipal, Vigilância Sanitária, Polícia Militar e representantes do Poder Judiciário – autuou e multou os responsáveis, e encerrou o evento.

A festa no Cidade Nova tinha vários adolescentes com menos de 18 anos, que usavam narguilé e bebiam. Os pais tiveram de buscar os filhos, e a mãe de uma adolescente responsável pela organização foi autuada em flagrante e multada.

Um estabelecimento de arguille foi autuado e fechado por estar superlotado. Um bar no centro foi autuado por descumprir as regras sanitárias e não possuir termo de responsabilidade sanitária. Até praças não escaparam da fiscalização. Um bar na Vila A foi autuado e multado em razão de aglomeração em mesas e no espaço do estabelecimento.

Na Praça da Bíblia, foi feita orientação e advertência aos frequentadores para evitar aglomerações. Em uma praça da região de Três Lagoas, moradores foram dispersados em cumprimento ao decreto que não permite circulação e venda de bebidas alcoólicas após as 23 horas.

Entre as festas encontradas pelos fiscais, havia comemorações de aniversário de criança, de empresas e famílias. Nas festas maiores, a multa aplicada foi de mais de R$ 15 mil por haver várias infrações, incluindo perturbação do sossego, falta de alvará, falta de termo de responsabilidade sanitária e selo sanitário. As autuações estão em conformidade com o Decreto nº 2.848, de 7 de dezembro de 1940, resultado das consequências envolvendo a pandemia da gripe espanhola.

As festas e confraternizações com pistas dançantes e contato físico estão proibidas no município em razão da pandemia de covid-19.

Denise Paro - H2FOZ

Denise Paro é jornalista e repórter do H2FOZ. e-mail: [email protected] Veja mais mais conteúdo da autora.

Denise Paro - H2FOZ tem 97 posts e contando. Ver todos os posts de Denise Paro - H2FOZ