Foz do Iguaçu: março soma 59 mortes por covid-19 em 10 dias

Nos dez primeiros dias do mês, também foram confirmados 2,7 mil novos casos de covid-19.

Estrutura de atendimento hospitalar no limite, aceleração da transmissão e elevado número de mortes por covid-19. Esse é o cenário dos dez primeiros dias deste mês de março no enfrentamento à pandemia em Foz do Iguaçu.

Em dez dias, foram 59 óbitos no município atribuídos à doença, uma média diária de 5,9 falecimentos. Nesse período, ocorreu o maior número de perdas de vidas em 24 horas, desde o início da pandemia. Foram 12 óbitos inseridos no boletim epidemiológico dessa quarta-feira, 10.

No mês de março, 2.755 moradores de Foz do Iguaçu foram diagnosticados com a doença, resultando em 275 ocorrências diárias de média. Os casos ativos, que são as pessoas que estão com a doença, passam de mil, entre pacientes internados e em isolamento domiciliar.

Em nove dos dez primeiros dias do mês, a taxa de ocupação hospitalar foi igual ou superior a 100%, mesmo com o aumento do número de leitos. O índice ficou em 99% nessa quarta-feira. Março começou com 105 leitos em unidades de tratamento intensivo no município, subindo para as 125 vagas atuais.

Foz do Iguaçu acumula 29.085 casos da doença, desde março do ano passado, dos quais 27.593 são de pessoas que já estão recuperadas. No último dia 6, foi registrado recorde de pessoas recuperadas em 24 horas: 577.

A incidência da doença no município é de 11.357 ocorrências para cada cem mil habitantes. No Brasil e no Paraná, esse indicador é de 5.210 e 6.324, respectivamente. Para comparações epidemiológicas, é utilizado o índice nacional.

* Datas seguem o período de lançamento dos óbitos no boletim epidemiológico municipal.

Gostou do texto? Contribua para ampliar o jornalismo em Foz do Iguaçu. ASSINE JÁ

Paulo Bogler - H2FOZ

Paulo Bogler é repórter do H2FOZ. e-mail: [email protected] Veja mais mais conteúdo do autor.

error: O conteúdo é de exclusividade do H2Foz.