Foz recebe 2,6 mil doses de vacina e inicia imunização em pessoas com mais de 80 anos

Para os nove municípios da região, são 4.090 imunizantes Oxford/AstraZeneca e CoronaVac.

A 9ª Regional de Saúde recebe, no final da tarde desta quinta-feira, 25, mais 4.090 vacinas contra a covid-19. Distribuídas entre nove municípios da microrregião, que inclui cidades como Santa Terezinha de Itaipu e Medianeira, 2.620 doses permanecerão em Foz do Iguaçu.

Leia também:

Sem dar trégua, covid-19 faz mais 3 vítimas em Foz; são 240 novos casos confirmados

Exames e triagem da covid-19 em Foz passam a ser feitos na UPA do Morumbi

Com essa remessa e seguindo o plano estadual de imunização, começará a vacinação em idosos com mais de 80 anos, a partir desta sexta-feira, 26. Também terá continuidade a aplicação do medicamento em profissionais da saúde.

De acordo com a chefe da 9ª Regional de Saúde de Foz do Iguaçu, Iélita Santos, serão 1.720 doses para idosos e outras 900 para trabalhadores da saúde. “Com isso, será possível iniciarmos a vacinação entre idosos de 80 a 84 anos”, enfatizou.

A gestora informou ao H2FOZ que, das 2.620 doses para Foz do Iguaçu, 2.110 são Oxford/AstraZeneca e 510 são da CoronaVac, fabricada pelo Instituto Butantan. Esses imunizantes chegaram ao Paraná nessa quarta-feira e já foram distribuídos às regionais pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesa).

Vacina para maiores de 80 anos

A Prefeitura de Foz do Iguaçu começa a vacinar idosos com mais de 80 anos contra a covid-19 nesta sexta-feira, na sede da Vigilância em Saúde, ao lado da Unidade de Saúde da Vila Yolanda, na modalidade drive-thru. A aplicação das doses será das 8h às 17h, inclusive no sábado.

A Agência Municipal de Notícias (AMN) informou que 1.283 idosos acima de 60 anos acamados e com mais de 85 anos que procuraram a Vigilância em Saúde foram vacinados. Ao todo, foram aplicadas 11.074 doses do imunizante em Foz do Iguaçu.

Recomendação

Segundo a gestão municipal, quem já teve covid-19 pode ser vacinado. “A Secretaria de Estado da Saúde recomenda, no entanto, o adiamento da vacinação nas pessoas com infecção confirmada, ou seja, que estejam com a doença”, expõe a AMN.

A recomendação é que a pessoa aguarde a recuperação clínica total. Ela também deve esperar pelo menos quatro semanas após o início dos sintomas, ou quatro semanas a partir da primeira amostra do exame PCR positiva em pessoas assintomáticas.

(Com informações da Agência Municipal de Notícias)

Gostou do texto? Contribua para ampliar o jornalismo em Foz do Iguaçu. ASSINE JÁ

Paulo Bogler - H2FOZ

Paulo Bogler é repórter do H2FOZ. e-mail: [email protected] Veja mais mais conteúdo do autor.

error: O conteúdo é de exclusividade do H2Foz.