Iguaçuenses estavam no voo da África em que passageiros deram positivo pra variante de covid

Três pessoas vieram infectadas no voo que desceu em São Paulo, vindo da África do Sul. Na foto, Joanesburgo (Pixabay)

Um deles, sem sintomas, foi localizado e está sob quarentena, acompanhado pela Vigilância Epidemiológica, até fazer os testes anti-covid.

Um dos dois iguaçuenses que estavam no voo que veio da África do Sul, onde um casal de passageiros apresentou resultado positivo para a variante ômicron da covid-19, foi localizado nesta quarta-feira, 1, e está em quarentena.

WHATSAPP – Assine a nossa linha de transmissão.

TELEGRAM – Entre em nosso grupo.

Ele será submetido a exames para ver se tem a doença, já que teve contato com os infectados, que desembarcaram no aeroporto Internacional de Guarulhos, em São Paulo, no dia 23.

O iguaçuense, que trabalha em Ciudad del Este, foi localizado depois que a Vigilância Epidemiológica de Foz pediu auxílio da Polícia Federal e da Agência Nacional de Vigilância Sanitária – Anvisa.

Falta ainda localizar um segundo passageiro. Os dois, que desembarcaram em Foz no dia 27, fazem parte de um grupo de seis paranaenses que estavam no voo e estavam sendo procurados pela Secretaria de Estado da Saúde.

Quando esses passageiros chegaram ao Paraná, ainda não havia decreto estabelecendo quarentena para quem procede da África, por isso não passaram por exames.

CASOS CONFIRMADOS

Mais um caso de paciente com a variante omicron foi confirmado nesta quarta-feira, em São Paulo, que se soma ao casal cujos exames já deram positivo, conforme resultado apresentado pelo Instituto Adolfo Lutz, informa a Agência Brasil.

O casal havia sido vacinado na África do Sul com o imunizante da Janssen, enquanto este terceiro passageiro estava vacinado com duas doses da Pfizer.

FRONTEIRAS

O jornal ABC Color informou que a confirmação dos casos da variante ômicron no Brasil preocupa as autoridades de Saúde do Paraguai.

O vice-ministro de Atenção Integral à Saúde do Paraguai, Hernán Martínez, disse que ainda não foi definida uma atuação em relação a isso, mas afirmou que “é impensável” falar de um fechamento das fronteiras entre o Paraguai e o Brasil.

A Saúde da Argentina também vai analisar a questão da variante africana no Brasil, especialmente tendo em vista a “iminente abertura da temporada de verão”, como informa El Territorio.

Gostou do texto? Contribua para ampliar o jornalismo em Foz do Iguaçu. ASSINE JÁ

Já escutou o último episódio do GUARÊ, o podcast do H2FOZ? OUÇA AGORA

Claudio Dalla Benetta - H2FOZ

Cláudio Dalla Benetta é jornalista e repórter do H2FOZ. e-mail: [email protected] Veja mais mais conteúdo do autor.