Lockdown em Foz: fiscalização interdita dois estabelecimentos e multa 16 pessoas

Forças de segurança e fiscais nas ruas, para coibir desobediência ao decreto de restrições. Foto AMN

Denúncias feitas no sábado, 15, por desrespeito às medidas restritivas em Foz do Iguaçu, resultaram na autuação de 16 pessoas – a maior parte dos casos por aglomerações em residências – e na interdição de dois estabelecimentos de venda de bebidas. Uma pessoa foi conduzida pela Polícia Militar à delegacia por desacatar os agentes.

O telefone 199 e a Central 156 receberam 45 denúncias neste sábado (15) de descumprimento das medidas restritivas em vigor em Foz do Iguaçu. Foram autuadas 16 pessoas e dois estabelecimentos comerciais foram interditados porque não poderia estar em funcionamento.

A fiscalização da Prefeitura de Foz do Iguaçu foi intensificada neste final de semana para garantir que seja respeitada a restrição da circulação de pessoas das 18h de sábado às 5h de segunda-feira, com o objetivo de reduzir o número de casos e de internamentos por covid-19.

A principal preocupação o fato de que a Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Municipal Padre Germano Lauck, referência no tratamento à doença na região, está 100% ocupada, com pacientes aguardando vaga na unidade.

Denúncia de festa clandestina é apurada pela fiscalização. Foto AMN

O patrulhamento, a fiscalização de estabelecimentos comerciais e a averiguação das denúncias de aglomerações e festas clandestinas são feitos em atuação conjunta da Secretaria Municipal da Fazenda, Vigilância Sanitária, Guarda Municipal, Instituto de Transporte e Trânsito de Foz do Iguaçu – Foztrans e Polícia Militar.

As denúncias feitas neste sábado resultaram na autuação de 16 pessoas – a maior parte dos casos por aglomerações em residências, e na interdição de dois estabelecimentos de venda de bebidas. Uma pessoa foi conduzida pela Polícia Militar à delegacia por desacatar os agentes.

Nas blitzes e barreiras sanitárias instaladas pela prefeitura para conter o fluxo de estrangeiros que busca as unidades hospitalares de Foz do Iguaçu sem o devido encaminhamento para a garantia da vaga e também para fiscalizar a circulação de pessoas foram abordadas 417 pessoas, e feitas 15 autuações.

DENÚNCIAS PELO 156

Os próprios moradores denunciam festas e aglomerações. Foto AMN

Além das denúncias feitas pelo telefone 199, a população de Foz do Iguaçu também pode contribuir com a fiscalização da Prefeitura de Foz enviando fotos e vídeos das irregularidades por meio do aplicativo 156 Foz.

É necessário informar a data e o local do descumprimento. Com essas informações, ainda que as equipes não cheguem a tempo de constatar a denúncia, a Secretaria Municipal da Fazenda poderá autuar os responsáveis.

Gostou do texto? Contribua para ampliar o jornalismo em Foz do Iguaçu. ASSINE JÁ

Já escutou o último episódio do GUARÊ, o podcast do H2FOZ? OUÇA AGORA

Assessoria

Este texto é de responsabilidade de assessoria da imprensa institucional e/ou empresarial. Veja mais conteúdo do autor.

Assessoria tem 584 posts e contando. Ver todos os posts de Assessoria