Paraguai prepara logística para iniciar vacinação contra covid-19

Campanha está prevista para começar na segunda quinzena de fevereiro, em até 72 horas após a chegada da vacina ao país.

As medidas para recepção, distribuição e armazenamento das primeiras doses de vacina contra a covid-19 no Paraguai estão sendo organizadas pelo Ministério da Saúde do país vizinho. A previsão do órgão é começar a campanha de imunização, com diferentes vacinas, na segunda quinzena de fevereiro.

Conforme a Agência de Informação Paraguaia (AIP), quando o primeiro lote de imunizantes chegar ao país, em até 72 horas deverá iniciar o processo de aplicação das doses. A logística contará com contêineres móveis para armazenamento das vacinas a -20°C, exigência da Sputnik V, entre outros procedimentos.

“Diante da eventual chegada de vacinas de diversos laboratórios, o Ministério da Saúde decidiu garantir as duas doses para as pessoas, dependendo da quantidade”, informou a agência. O órgão afirmou que por esse motivo trabalha com diferentes cenários.

Segundo a AIP, o país recebeu dois importantes anúncios recentemente. Um deles se trata do Consórcio Covax, aliança liderada pela Organização Mundial da Saúde (OMS), que teria confirmado o “avanço das primeiras doses adquiridas pelo Paraguai”, noticiou a agência. Primeiramente, as doses deverão ser do medicamento produzido pelo laboratório AstraZeneca.

Além disso, o Ministério da Saúde do Paraguai reportou que foi assinado o contrato para a compra da vacina Sputnik V, desenvolvida pela Rússia. Para chegar a esse entendimento, conforme a Agência IP, foi necessário alterar a lei de vacinas do país.

Essa mudança foi para “incluir temporariamente cláusulas que permitem a negociação direta com as empresas farmacêuticas e produtores, como sigilo durante a negociação”, relatou a agência de informação do Paraguai.

O Ministério da Saúde tem afirmado que espera adquirir cerca de três milhões de doses do imunizante por meio de negociações diretas. Pelo Consórcio Covax, a expectativa é que sejam obtidas aproximadamente 4,3 milhões de doses.

Gostou do texto? Contribua para ampliar o jornalismo em Foz do Iguaçu. ASSINE JÁ

Paulo Bogler - H2FOZ

Paulo Bogler é repórter do H2FOZ. e-mail: [email protected] Veja mais mais conteúdo do autor.

error: O conteúdo é de exclusividade do H2Foz.