Projeto prevê que quem desobedecer protocolos será multado. Foto Agência IP

Paraguai tem recorde de mortes por covid. Governo quer multar quem desobedecer protocolos

O Ministério de Saúde Pública do Paraguai, em seu informe diário, registrou a morte de 91 paraguaios por covid-19, nas 24 horas até quarta-feira, 21, maior número de óbitos desde o início da pandemia. Com isso, o total atingiu 5.561 mortes pela doença.

Houve ainda 2.660 novos contágios, elevando o acumulado para 257.706, dos quais 211.739 se recuperaram.

O país também está com 2.938 pacientes internados, dos quais 508 em terapia intensiva, o que já colapsou o sistema de saúde pública.

LEI PARA MULTAS

Para Giuzzio, é preciso dar mais força à polícia e à promotoria.

A preocupação com a pandemia aumenta no governo. O ministro do Interior, Arnaldo Giuzzio, disse que está sendo elaborado um projeto de lei que dará mais força à Polícia Nacional e aos promotores ara intervir em casos de descumprimento das medidas sanitárias, noticia o jornal Última Hora.

Segundo o ministro, o projeto preverá multas de acordo com o caso e com a condição econômica do infrator. A proposta será levada ao Congresso na semana que vem.

Um dos maiores problemas são as festas e encontros esportivos clandestinos, principalmente nos finais de semana. Para o ministro, a única maneira de conseguir um impacto e frear esse descontrole é “golpeando o bolso” das pessoas.

A ministra da Justiça, Cecilia Pérez, também falou sobre o projeto de lei. Segundo o jornal La Nación, a ministra disse que o governo vai se basear, inicialmente, num projeto apresentado e depois retirado pelo senador Pedro Santa Cruz, que criava sanções aos delitos contra a saúde.

“Hoje a situação já não é igual à do ano passado, quando começou a pandemia de covid-19”, disse a ministra.

O jornal lembra que “a situação epidemiológica do Paraguai está em seu pior momento, com a explosão de casos positivos, de internamentos e de ocupações de leitos de teraia intensiva. E todo este cenário se agrava ainda mais devido à lentidão na vacinação contra a covid-19”.

Até agora, só foram aplicadas 93.111 doses de vacinas no Paraguai. Apenas 0,2% da população foi imunizada com as duas doses necessárias. Os vizinhos Brasil e Argentina também vão devagar com a vacina, mas ainda assim há 4,3% de brasileiros totalmente imunizados e 1,8% de argentinos, segundo a organização Our World in Data.

Claudio Dalla Benetta - H2FOZ

Cláudio Dalla Benetta é jornalista e repórter do H2FOZ. e-mail: [email protected] Veja mais mais conteúdo do autor.

Claudio Dalla Benetta - H2FOZ tem 908 posts e contando. Ver todos os posts de Claudio Dalla Benetta - H2FOZ