Paraná adota restrições mais rigorosas para conter agravamento da covid-19

Fechamento de serviços e atividades não essenciais e toque de recolher às 20h estão entre as normas, que entram em vigor a partir da meia-noite.

O governador Carlos Massa Ratinho Junior (PSD) anunciou novas medidas restritivas para contenção da covid-19 no Paraná, durante live no final da manhã desta sexta-feira, 26. O estado enfrenta o agravamento da pandemia, com superlotação da rede hospitalar em leitos de UTI e enfermarias.

Decreto com novas restrições no Paraná

As restrições irão vigorar por oito dias. Os serviços e atividades não essenciais deverão ser fechados a partir da meia-noite desta sexta-feira, com a ampliação do toque de recolher das 20h às 5h. Nesse horário, também fica proibida a comercialização e o consumo de bebidas alcoólicas em espaços de uso público ou coletivo.

Pelas normas, atividades no formato delivery, drive-thru e take away estão liberadas. Conforme o governo, haverá intensificação da fiscalização para o cumprimento das medidas em todas as regiões do Paraná.

O governador Ratinho Junior justificou a decisão devido à gravidade do momento. “Essa decisão é para que nos próximos dias a gente consiga segurar a velocidade desse vírus. Por isso, é importante diminuir a circulação de pessoas para que o sistema de saúde possa suportar o atendimento hospitalar”, enfatizou.

As medidas abrangem ainda:

– suspensão das aulas presenciais em escolas, universidades e instituições estaduais das redes pública e privada;

– adoção do teletrabalho para órgãos estaduais;

– atividades religiosas apenas com atendimento individual ou culto de forma on-line; 

– suspensão das cirurgias eletivas por 30 dias; e

– priorização trabalho remoto em substituição do regime presencial.

Gostou do texto? Contribua para ampliar o jornalismo em Foz do Iguaçu. ASSINE JÁ

Paulo Bogler - H2FOZ

Paulo Bogler é repórter do H2FOZ. e-mail: [email protected] Veja mais mais conteúdo do autor.

error: O conteúdo é de exclusividade do H2Foz.