Pelo segundo dia consecutivo, Foz registra mais três mortes por covid

Felizmente, óbitos e internamentos não acompanham o ritmo da progressão das infecções. Foto Marcos Labanca

A Vigilância Sanitária confirma ainda 880 novos casos de coronavírus, nas últimas 24 horas. Há 37 pessoas internadas.

O número de mortes na sexta-feira (21) se repete neste sábado (22): a covid-19 levou mais três iguaçuenses.

WHATSAPP – Assine a nossa linha de transmissão.

TELEGRAM – Entre em nosso grupo.

As vítimas são três mulheres, com idades de 82, 65 e 64 anos. O acumulado de mortes em Foz do Iguaçu, desde o início da pandemia, subiu para 1.183.

A Vigilância Epidemiológica de Foz do Iguaçu confirmou ainda 880 casos de infecção pelo vírus no município, que agora soma 57.881 desde que começou a pandemia. Deste total, 51.675 pessoas se recuperaram.

Dos 880 novos casos, 515 são mulheres e 365 homens, com idades entre 5 meses e 96 anos. Entre eles, 876 pessoas estão em isolamento domiciliar e 4 internadoas.

Do total de casos ativos, 4.996 pessoas estão em isolamento domiciliar, com sinais e sintomas leves, e 37 estão internadas.

INTERNAMENTOS

Do total de internamentos, 27 são em unidades de terapia intensiva, 17 no Hospital Municipal Padre Germano Lauck e 10 no Hospital Ministro Costa Cavalcanti.

O total de leitos de UTI em Foz foi ampliado para 50 (40 no Municipal e 10 no Costa Cavalcanti).

A ocupação é de 100% no Costa Cavalcanti e de 43% no Municipal. Na média, é de 54%.

O diretor presidente da Fundação Municipal de Saúde, Amon Mendes Francos de Souza, explica que, embora a maior parte dos casos de covid-19 seja de pacientes com sintomas leves, houve aumento do número de internações.

No Hospital Municipal, havia sete pacientes em leitos de UTI Covid. Agora, são 17.

Se a demanda aumentar, o hospital estará preparado para atender, segundo Francos de Aouza.

“Podemos abrir leitos da noite para o dia e garantir que ninguém fique sem atendimento. Contudo, queremos que as pessoas se vacinem e cumpram com o dever de se proteger e proteger o próximo”, afirmou.

SEM VACINAÇÃO

De acordo com os dados da Vigilância Epidemiológica, os pacientes que não se vacinaram ou estão com esquema vacinal incompleto representam quase 80% dos internamentos em Foz do Iguaçu.

A situação é similar à de muitos outros municípios brasileiros, um dos indício da eficácia das vacinas contra a doença.

Desde 20 de janeiro de 2021, a Prefeitura de Foz do Iguaçu já aplicou mais de meio milhão de doses de vacina contra a covid-19.

Foz foi a primeira cidade do Oeste do Paraná a iniciar a vacinação e segue com as salas de vacinação abertas para imunizar a população – seja primeira ou segunda dose ou ainda a dose de reforço.

Todas as 29 Unidades Básicas de Saúde (UBS) seguem aplicando as vacinas por busca espontânea.

A exceção é para a vacinação das crianças, feita inicialmente para os pequenos de 5 a 11 anos com comorbidades ou deficiência permanente e, desde sexta-feira (21) para as crianças de 10 a 11 anos, com agendamento prévio pelo site da prefeitura (vacinacao.pmfi.pr.gov.br).

Gostou do texto? Contribua para ampliar o jornalismo em Foz do Iguaçu. ASSINE JÁ

Já escutou o último episódio do GUARÊ, o podcast do H2FOZ? OUÇA AGORA

É proibida a reprodução total ou parcial deste conteúdo sem prévia autorização do H2FOZ.

Claudio Dalla Benetta - H2FOZ

Cláudio Dalla Benetta é jornalista e repórter do H2FOZ. e-mail: [email protected] Veja mais mais conteúdo do autor.