Saúde adota nova definição para casos de covid-19 em Foz do Iguaçu

Pessoas com síndromes gripal e respiratória associadas à perda de olfato ou paladar serão automaticamente consideradas casos confirmados da doença.

A Secretaria Municipal de Saúde definiu novos parâmetros para o diagnóstico de covid-19 em Foz do Iguaçu. A partir de agora, serão classificados automaticamente como casos positivos:

– pessoas com síndrome gripal e síndrome respiratória aguda grave associados à perda de olfato (anosmia) ou perda de paladar aguda (ageusia), sem causa anterior.

Nessas condições, o serviço de saúde prescreverá tratamento para a covid-19. As orientações integram a “13ª revisão da definição de caso suspeito de infecção pelo novo coronavírus”, que foi divulgada pela prefeitura nessa terça-feira, 9.

Conforme a Agência Municipal de Notícias (AMN), também serão admitidos “como positivos casos de síndrome gripal e síndrome respiratória aguda de pessoas com histórico de contato próximo ou domiciliar com casos confirmados para covid-19 nos 14 dias anteriores ao aparecimento dos sintomas.”

De acordo com a AMN, “nos casos mencionados acima, não será mais necessária a coleta de exames para diagnóstico” da doença. Assim, “deverá ser seguido o mesmo protocolo de notificação e isolamento para casos confirmados da doença”, informou a agência de notícias.

As mudanças no diagnóstico são justificadas pelo poder público por esses casos “serem muito frequentes e a maior parte dos exames ter apontado que eram relacionados à covid-19”, concluiu a AMN.

Gostou do texto? Contribua para ampliar o jornalismo em Foz do Iguaçu. ASSINE JÁ

Paulo Bogler - H2FOZ

Paulo Bogler é repórter do H2FOZ. e-mail: [email protected] Veja mais mais conteúdo do autor.

error: O conteúdo é de exclusividade do H2Foz.