Vacina: farmacêutica da CoronaVac é certificada pela Anvisa

Fábrica desenvolveu o imunizante em parceria com o instituto brasileiro Butantan.

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) concedeu a certificação de boas práticas à Sinovac, farmacêutica que produziu a vacina contra o novo coronavírus em parceria com o Instituto Butantan, sediado em São Paulo. A normativa foi publicada no Diário Oficial da União (DOU).

O reconhecimento, válido por dois anos, integra os procedimentos que visam ao pedido de registro do medicamento. O certificado abrange o processo de fabricação da matéria-prima para a produção da vacina, o Insumo Farmacêutico Ativo (IFA), e os itens usados na formulação.

Segundo a Anvisa, essa etapa “é um dos pré-requisitos para a continuidade do processo de registro da vacina da Sinovac e de um eventual pedido de autorização”, afirmou a agência por meio de nota.

A solicitação de registro da vacina em si depende da informação sobre os resultados da eficácia do imunizante, o que poderá ocorrer nesta quarta-feira, 23, conforme a Anvisa.

Além da Sinovac/Butantan, que já obteve certificação, outras três empresas estão com pedidos na Anvisa para o reconhecimento de boas práticas no processo de produção de vacinas preventivas ao novo coronavírus.

A agência sanitária mantém em seu portal um informativo sobre o status das análises preliminares para registro e outras informações de vacinas contra a covid-19. Até o momento, não há nenhum pedido feito por desenvolvedores para registro ou uso emergencial.

Status dos procedimentos de análise das vacinas no Brasil:

 

Quadro mostra o andamento das vacinas no país – Fonte: Anvisa

(Com informações da Agência Brasil e da Anvisa)

Paulo Bogler - H2FOZ

Paulo Bogler é repórter do H2FOZ. e-mail: [email protected] Veja mais mais conteúdo do autor.

error: O conteúdo é de exclusividade do H2Foz.