Cinelatino apresenta o documentário brasileiro Limiar nesta segunda 

Haverá debate com participação de Coraci Ruiz, diretora do filme. Saiba como assistir. 

O documentário brasileiro Limiar (2020), dirigido por Coraci Ruiz, chega aos debates on-line do Cinelatino nesta segunda-feira, 7, às 19h, através do canal do YouTube do cineclube. O filme, em pré-estreia, fica disponível gratuitamente de 5 a 7 de junho.

Limiar é uma autobiografia em que Coraci Ruiz acompanha o processo de transição de gênero de seu filho, que passa por certezas e incertezas nesse movimento de identificação e desidentificação. A mãe experiencia reflexões acerca de suas percepções de mundo e de suas próprias identidades. Além de ser uma narrativa familiar, de micro-história, a produção audiovisual está atrelada à conjuntura política brasileira e à vida de tantas pessoas que passam pelos processos de transição de gênero.

As filmagens ocorreram entre 2016 e 2019. Em 2016, um golpe derrubou Dilma Rousseff da presidência, que foi assumida pelo vice-presidente, Michel Temer. Em 2018 ocorreram as eleições em que Jair Bolsonaro foi eleito. Neste contexto, as opressões políticas sobre os corpos foram explicitadas abertamente por integrantes do governo e seus seguidores e seguidoras. O documentário é, portanto, uma produção autobiográfica, política e histórica, com posicionamento contra as opressões de gênero.

Limiar estreou no Festival Mix Brasil de Cultura da Diversidade. Foi o filme de abertura na 15ª Ethnocineca – International Documentary Film Festival Vienna 2021. Recebeu diversos prêmios, entre eles, de Melhor Direção no 28º Festival Mix Brasil e de Melhor Direção, Melhor Fotografia, Melhor Roteiro e Melhor Desenho Sonoro no 14º For Rainbow – Festival de Cinema e Cultura da Diversidade Sexual e de Gênero.

O debate que será transmitido ao vivo através do link bit.ly/debatelimiar, na terça-feira 7 de junho, às 19 horas, contará com a participação de Coraci Ruiz (diretora), Zion Sleiman (professor voluntário na UTFPR-med-apolo e ativista em Direitos Humanos) e Silvia Letícia Matievicz (professora no IFPR e integrante do grupo Mami – Mães Cristãs de Amor pela Diversidade). A mediação é de Camila Vital (mestranda em Cinema e Artes do Vídeo – Unespar/FAP).

Inscreva-se no site do Cinelatino bit.ly/cinelatinoprogramacao para receber o link do filme. O acesso será liberado somente para as(os) primeiras(os) 200 inscritas(os).

A exibição é fruto da parceria entre Cineclube Cinelatino e Taturana

Gostou do texto? Contribua para ampliar o jornalismo em Foz do Iguaçu. ASSINE JÁ

error: O conteúdo é de exclusividade do H2Foz.