Dois americanos? Sabe-se lá. A foto é só pra ilustrar o crescente número de visitantes. Foto Nilton Rolin

Foz já atrai turistas americanos, alemães, franceses… Números modestos, mas promissores

Você sabia que há turistas americanos visitando os atrativos turísticos de Foz do Iguaçu, hospedados em hotéis e frequentando nossos restaurantes? Não é ainda um número avassalador, mas mostra que a cidade está realmente bem posicionada nos cuidados contra a pandemia, ao menos nos locais de visitação, nos hotéis e restaurantes.

Quando marcam uma reserva num restaurante, por exemplo, os americanos já perguntam quais são os cuidados adotados, se há lotação, se podem ficar sossegados em relação à pandemia. É o que conta um dos sócios do restaurante Empório com Arte, Sérgio Teixeira Viana.

Localizado na Avenida das Cataratas e avaliado pelos viajantes, no TripAdvisor, como o 2º melhor de Foz do Iguaçu, o restaurante recebeu, no sábado (12), onze turistas dos Estados Unidos, que haviam feito reservas depois de obter todas as informações sobre segurança sanitária.

Do Empório com Arte, premiado este ano com o Traveller’s Choice, veio a ideia da pauta sobre a vinda de americanos. Foto Trip Advisor

NÚMEROS (AINDA) MODESTOS)

Mas dá pra quantificar quantos turistas americanos passam por Foz? Já é possível, graças ao controle do Parque Nacional do Iguaçu.

Desde 4 de agosto, quando o parque reabriu, junto com outros atrativos turísticos, até este domingo, dia 13, já visitaram as Cataratas 143.567 turistas, no total. Para um período de pandemia, o número é significativo.

A maior parte dos visitantes – 140.102 – vem do Brasil. Depois, bem distante deste primeiro lugar, 1.310 paraguaios (deve-se lembrar que a Ponte da Amizade reabriu só no dia 15 de outubro).

Em terceiro lugar, os americanos: 420. Número modesto, se comparado aos 18.018 que estiveram no Parque Nacional do Iguaçu em idêntico período do ano passado, de 4 de agosto a 13 de dezembro de 2019 (pra ficar bem claro).

Naquele período, a liderança era também dos brasileiros (392.570 visitantes); depois, vinham os argentinos (155.227); a seguir, os paraguaios (18.751) e os americanos. Logo atrás, estavam os espanhóis (17.224), os franceses (16.142) e os alemães (11.740). No total, 736.943 visitantes de todos os cantos do planeta.

AOS POUCOS… MAS VÊM

Esta é a paisagem que os visitantes não esquecem. Não dá vontade de voltar? Foto Nilton Rolin

Nesses “novos” e terríveis tempos, mesmo assim as Cataratas do Iguaçu não são esquecidas pelos viajantes do mundo inteiro. Já não vêm em grupos grandes, mas de pouquinho em pouquinho, enquanto a pandemia não se estabiliza.

Mas é muito bom saber que, temores à parte, vieram a Foz do Iguaçu 366 alemães, 184 argentinos (por onde entraram?), 130 franceses, 94 colombianos, 82 mexicanos, 67 espanhóis, 54 bolivianos e depois, em ordem decrescente, representantes que representaram mais de 60 países.

Os líderes em números são os mesmos que, nos tempos normais, vinham em massa a Foz do Iguaçu. Pode ter certeza: depois da vacina, voltarão em massa. Até lá, redobremos os cuidados!

Claudio Dalla Benetta - H2FOZ

Cláudio Dalla Benetta é jornalista e repórter do H2FOZ. e-mail: [email protected] Veja mais mais conteúdo do autor.

Claudio Dalla Benetta - H2FOZ tem 908 posts e contando. Ver todos os posts de Claudio Dalla Benetta - H2FOZ