Exposição para visitação gratuita retrata a história de Foz e região

Integrante do Ecomuseu de Itaipu foi entrevistada no programa Marco Zero - Foto: Marcelo Oliveira
Siga a gente no

A museóloga Letícia Acosta Porto destaca a relação entre memória e cidadania e convida a comunidade a visitar o acervo do Ecomuseu de Itaipu no JL Shopping. Leia o texto e assista à entrevista.

Parte da história de Foz do Iguaçu e do Oeste, com seus movimentos e contradições, está presente na pesquisa e no livro “Obrageros, Mensus e Colonos – História do Oeste Paranaense”, de Ruy Christovam Wachowicz (1936–2000). Com base nessa abordagem, o Ecomuseu da Itaipu abriu uma exposição gratuita ao público no Cataratas JL Shopping.

LEIA TAMBÉM:
Iguaçuenses de coração garimpam memórias e resgatam personagens de Foz
Ecomuseu de Itaipu abre exposição sobre a história do Oeste do Paraná

O Marco Zero é um programa conjunto produzido pelo H2FOZ e Rádio Clube FM. Entrevista, opinião, enquete, entretenimento, esporte, cultura e agenda. Todo sábado, das 10h às 12h. Participe do grupo no Whatsapp para receber as novidades. Clique aqui.

No programa Marco Zero, Letícia Acosta Porto, museóloga da Divisão de Educação Ambiental da binacional, apresentou a exposição e reforçou a importância de se conhecer a história, fator de cidadania. No programa, a servidora pública convidou a comunidade a visitar o acervo, disponível todos os dias, até o fim de junho.

Assista à entrevista:

“São diversos painéis que trazem o resumo da pesquisa do historiador. O visitante pode contemplar uma parte do trabalho e os principais pontos levantados”, explicou. A instalação também conta com um acervo de objetos que foram doados ao Ecomuseu pela comunidade iguaçuense e das cidades da região.

“É uma pequena parte do acervo que traz justamente a ligação do público com a exposição. O objeto acaba sendo uma ligação entre o visitante e o conteúdo da exposição”, informou Letícia Acosta Porto. Ela lembrou que o Ecomuseu passa por uma reforma estrutural, um motivo a mais da itinerância do seu material.

O trabalho de memória, apontou, pretende contribuir para “despertar o sentimento de pertencimento entre os iguaçuenses. É fundamental que a gente conheça a nossa história para construir um presente e futuro em base sólida. É uma necessidade básica até. Acesso à cultura e à informação são direitos fundamentais todo o cidadão”, refletiu Letícia.

A exposição “Obrageros, Mensus e Colonos – História do Oeste Paranaense” está disponível ao público no primeiro piso do shopping. Pode ser vista diariamente, de segunda-feira a sábado, das 10h às 22h, e aos domingos, das 14h às 20h.

É proibida a reprodução total ou parcial deste conteúdo sem prévia autorização do H2FOZ.

Paulo Bogler - H2FOZ

Paulo Bogler é jornalista e repórter do H2FOZ. e-mail: [email protected] Veja mais mais conteúdo do autor.

-->