Argentina aprova lei para preservar pássaro que vive nas Cataratas

Andorinhão nos paredões das Cataratas, em foto compartilhada pela página do Parque Nacional Iguazú no Facebook. Imagem: Gabriel Moresco

Andorinhão-preto-da-cascata costuma fazer ninhos nos paredões que formam as quedas d’água.

O parlamento da província argentina de Misiones aprovou, nesta semana, lei de autoria do deputado Carlos Rovira, declarando o andorinhão-preto-da-cascata (Vencejo de Cascada, Vencejo Pardo ou Vencejo Canoso, em espanhol) como “Monumento natural e de interesse público”. O objetivo é garantir a preservação e a reprodução da espécie.

A lei estabelece a proibição da captura, caça, posse, transporte, exibição, oferta, demanda, comercialização ou qualquer outra ação que possa afetar a sobrevivência dos pássaros, que são típicos da região de fronteira e vivem em locais como as Cataratas do Iguaçu, fazendo os ninhos em meio aos paredões que formam as quedas d’água.

Andorinhão nas Cataratas. Imagem de Gabriel Moresco, compartilhada pelo Parque Nacional Iguazú

A fiscalização estará a cargo do Ministério da Ecologia e Recursos Naturais Renováveis, com o apoio das forças policiais. Os infratores serão enquadrados nas leis locais de crimes ambientais. Os animais apreendidos deverão, obrigatoriamente, ser entregues em centros de reabilitação ou devolvidos ao ambiente natural.

Em locais como as Cataratas, a espécie chama a atenção por seus mergulhos em direção aos paredões, sumindo por trás das cachoeiras. Os andorinhões (Cypseloides fumigatus) vivem em bandos e são consumidores vorazes de insetos, com um único pássaro devorando até 800 presas por dia. No Brasil, também é chamado de taperuçu-preto.

Pássaro é um predador natural de insetos. Imagem: Gabriel Moresco, compartilhada pelo Parque Nacional Iguazú no Facebook

É proibida a reprodução total ou parcial deste conteúdo sem prévia autorização do H2FOZ.

Guilherme Wojciechowski - H2FOZ

Guilherme Wojciechowski é repórter colaborador do H2FOZ. E-mail: [email protected] - Veja mais mais conteúdo do autor.

-->