Pela primeira vez, Paraguai tem quatro registros de mortes por covid-19 num único dia

H2FOZ – Cláudio Dalla Benetta

O Ministério de Saúde Pública do Paraguai registrou quatro mortes por covid-19 nesta terça-feira, 4, três delas no hospital do Instituto de Previdência Social de Ciudad del Este e outra no Hospital Nacional de Itauguá. Agora, o país soma 59 mortes, informa o ABC Color.

Com o registro de mais 128 novos casos positivos, o total chega agora a 5.852 casos confirmados. Desses, 4.645 estão recuperados, número que representa 79% dos positivos. O índice de recuperação aumentou muito – há poucos dias, estava em 66%.

Há 1.148 casos ativos no país, dos quais 465 em Ciudad del Este, hoje o epicentro da pandemia no país. Em Assunção, há 264 casos ativos.

Os hospitais paraguaios atendem 55 pacientes com covid-19, entre os quais 16 em unidades de terapia intensiva, também o maior número desde o início da pandemia.

Alerta vermelho

Alto Paraná lidera em número de casos, bem à frente de outros departamentos. Fonte: Ministério de Saúde Pública

Três regiões estão sob alerta vermelho, pelo número de casos e mortes: Assunção e os departamentos Central e Alto Paraná (cuja capital é Ciudad del Este). Alto Paraná concentra 46% de todos os casos confirmados no Paraguai.

O jornal ABC Color ouviu o vice-ministro de Saúde, Juan Carlos Portillo, que não descarta a possibilidade de serem implementadas novamente medidas restritivas, ante o “panorama desolador” (como diz o jornal).

Tanto ele como o ministro Julio Mazzoleni coincidem em afirmar, segundo o jornal, que nem os sistemas de saúde do primeiro mundo têm condições de dar atendimento ante o colapso provocado pelos contágios massivos. Por isso, alguns países europeus, por exemplo, têm aumentado restrições, ante o surgimento de novos surtos.

Mazzoleni informou que o comportamento do contágio de covid-19 será analisado ao longo desta semana, antes de anunciar, no dia 9, medidas relacionadas à quarentena no país.

MInistro Julio Mazzoleni diz que situação será analisada até dia 9, quando devem ser anunciadas medidas da quarentena. MSP do Paraguai

“Aceitável”

O Paraguai tem a menor taxa de letalidade (mortalidade pela covid-19) de toda a América Latina, o diretor de Vigilância de Saúde, Guillermo Sequera, segundo ele, o que torna a situação ainda “aceitável”, mas é preciso evitar “uma explosão de casos”, segundo entrevista também ao ABC Color.

A letalidade por covid-19 no Paraguai agora está em 1%. É baixa, realmente, mas há apenas uma semana o índice era ainda menor: 0,95%.

Em número de casos, o Paraguai superou países que antes estavam em situação pior, como o Uruguai (hoje com 1.300), Cuba (2.701) e Nicarágua (3.902), para ficar só nos latino-americanos.

Em mortes, superou a Guiana (22) e o Uruguai (37), países da América Latina que desde os primeiros meses se tornaram exemplos de sucesso no combate à pandemia.

error: O conteúdo é de exclusividade do H2Foz.