Terapistas do Paraguai alertam que sistema de saúde está “à beira do colapso”

H2FOZ – Cláudio Dalla Benetta

No sábado, o Paraguai registrou 14 mortes por covid-19, que agora chegam somam 412 vítimas fatais, e a cifra mais alta de contágios num único dia: 1.227 casos confirmados. No total, os casos chegam 21.871.

Os hospitais do país têm 444 pacientes internados, dos quais 88 em unidades de terapia intensiva. O número de recuperados subiu para 10.810, mas o percentual diminuiu: a taxa de recuperação é de apenas 49,4%.

“Perdendo a batalha”

Em manifestação pública, a Sociedade Paraguaia de Terapia Intensiva Pediátrica e Neonatal, afirmando estar solidária “aos companheiros intensivistas de adultos e àqueles que prestam serviço em emergências”, faz um alerta: “Sentimos que estamos começando a perder esta batalha”, como informa o jornal Última Hora.

Segundo os médicos intensivistas (responsáveis pelas UTIs), “o sistema de saúde do país está à beira do colapso, devido ao ingresso massivo de pacientes graves com covid-19”.

Avisa ainda que “os recursos humanos e tecnológicos, especialmente os humanos, estão terminando”, e agora só resta pedir aos paraguaios que saibam enfrentar o vírus.

A Sociedade Paraguaia de Terapia Intensiva Pediátrica e Neonatal diz na nota que “a maioria das unidades de terapia intensiva e as emergências, principalmente as que recebem adultos, está com um altíssimo nível de ocupação”.

Leitos com respiradores e monitores são cada vez mais escassos, dizem ainda os terapistas no manifesto, além de haver escassez de profissionais médicos e paramédicos de terapia intensiva e urgência, que, “diferentemente dos leitos e respiradores, não se pode multiplicar”.

Os intensivistas, de acordo com o manifesto, já eram escassos antes da pandemia (há não mais de 100 desses profissionais em pediatria e não mais de 200 para todo o  país). “Hoje, se encontram trabalhando no limite das forças, exaustos pelo trabalho contínuo e intenso, atendendo cada vez mais pacientes.”

Os terapistas lembram ainda as perdas de companheiros, que ficaram doentes ou, “lamentavelmente”, morreram devido à pandemia.

Quarentena se estende até dia 20

O governo do Paraguai emitiu decretos no sábado, 5, que estendem as medidas sanitárias até 20 de setembro.

Para Assunção e os departamentos Central e Alto Paraná (cuja capital é Ciudad del Este), ficam mantidas as medidas de quarentena social por mais duas semanas, por serem as regiões de maior circulação comunitária do novo coronavírus.

Gostou do texto? Contribua para ampliar o jornalismo em Foz do Iguaçu. ASSINE JÁ

Claudio Dalla Benetta - H2FOZ

Cláudio Dalla Benetta é repórter do H2FOZ. e-mail: [email protected] Veja mais mais conteúdo do autor.

error: O conteúdo é de exclusividade do H2Foz.