H2FOZ | Notícias | Foz do Iguaçu
  1. Home
  2. Notícias

Por: Cláudio Dalla Benetta

Ambulantes ganham apoio importante: prefeito suspende ação dos fiscais

Ambulantes ganham apoio importante: prefeito suspende ação dos fiscais
Visivelmente irritado, o prefeito criticou a apreensão de mercadorias e mandou criar força-tarefa de orientação.

H2FOZ

O prefeito Chico Brasileiro divulgou na terça (19) à tarde um vídeo, nas redes sociais, condenando a ação dos fiscais da Secretaria Municipal da Fazenda, que ao longo do dia abordaram os vendedores ambulantes e tomaram as mercadorias daqueles que não estavam regularizados.

"Eles (os ambulantes) foram abordados, no meu entendimento, de uma forma desnecessária e que realmente não contribui para melhorar a situação dessas pessoas e também da sociedade", disse o prefeito.

Segundo ele, "o papel de um governo, de uma prefeitura, não é simplesmente punir, mas orientar as pessoas sobre condições que precisem de legalização".

Chico Brasileiro disse que determinou o fim desse tipo de abordagem e mandou criar uma força-tarefa para orientar os vendedores ambulantes para explicar os riscos de ficarem em esquinas e estacionamentos, o que é contra o Código de Trânsito, e também sobre os produtos que eles podem comercializar.

A fiscalização, segundo o prefeito, deve orientar ainda os ambulantes sobre serviços que a Prefeitura mantém para iniciarem um pequeno negócio.

Na Casa do Empreendedor, disse, os ambulantes podem sanar dúvidas e, ainda, conseguir o alvará provisório, que pode ser emitido em poucas horas.

Críticas

Nas redes sociais, a ação dos fiscais da Prefeitura foi muito criticada. A fiscalização saiu às ruas na sexta-feira (14) e ontem, terça. Na sexta, os fiscais abordaram os ambulantes que estavam no Terminal de Transporte Urbano e na Avenida Juscelino Kubitschek, o que gerou bastante tumulto.

Ontem, foi na esquina da Avenida Paraná com Duque de Caxias, que também resultou num pequeno tumulto, depois que as mercadorias foram recolhidas pelos fiscais.

"Tomar mercadoria é inadmissível, não aceito, não permito, e mandei suspender", disse no vídeo o prefeito, mostrando bastante irritação.