H2FOZ | Notícias | Foz do Iguaçu
  1. Home
  2. Notícias

Por: Foz do Iguaçu Destino do Mundo

Aumento da cota de compras é comemorado pelo turismo de Foz

Aumento da cota de compras é comemorado pelo turismo de Foz
Destino já prepara ações para atrair brasileiros que viajam a compras no exterior (Foto: Christian Rizzi)

O limite de compras terrestres, sem impostos, no exterior passará de US$ 300 para US$ 500, a partir de 1° de janeiro de 2020. A portaria foi publicada no Diário Oficial da União nesta quinta, 14. O aumento do limite deve beneficiar quem cruza a fronteira do Brasil com o Paraguai, por exemplo, potencializando o turismo de compras de Foz do Iguaçu. A medida foi comemorada pelo trade turístico local.

No mês passado, o presidente Jair Bolsonaro publicou nas redes sociais que o ministro da Economia, Paulo Guedes, e equipe, tratavam do assunto.

 “Defendemos o aumento da cota de compras desde 2014, quando fizemos um estudo pelo Codefoz e apresentamos à Receita Federal e ao então Ministério da Fazenda. O aumento da cota vai potencializar ainda mais Foz do Iguaçu como destino de compras”, afirma o secretário de Turismo, Indústria, Comércio e Projetos Estratégicos, Gilmar Piolla.

"Aumento da cota vai potencializar ainda mais Foz do Iguaçu como destino de compras”, enfatiza Gilmar Piolla.

Futuramente, se houver liberação da Receita Federal para funcionamento de lojas francas em Foz do Iguaçu, o limite de compras poderá subir para US$ 800, sendo US$ 500 para quem cruza a fronteira e US$ 300 para quem fizer compras em lojas francas no lado brasileiro.

Avanço

"Considero um avanço para o comércio de fronteiras. Essa medida do governo federal atende a uma demanda da Gestão Integrada e do trade turístico de Foz do Iguaçu, e vai gerar grandes oportunidades para o crescimento de toda a nossa região", Enio Eidt, presidente do Fundo Iguaçu.

Aliado do turismo

“A compra de produtos estrangeiros nas fronteiras é um aliado importante  para o turismo de lazer e de eventos no Destino Foz do Iguaçu, e cabe à gestão integrada trabalhar o mercado turístico para provocar um melhor aproveitamento, como, por exemplo, o incremento do número de pernoites no Destino”, destaca o presidente eleito do Visit Iguassu, Felipe Gonzalez.

Mais empregos e renda

"O aumento da cota é uma conquista da cidade e da região. A Gestão Integrada do Turismo sempre trabalhou, juntamente outras instâncias de representação, para sensibilizar nossos gestores sobre a importância dessa decisão. Foz do Iguaçu irá receber ainda mais turistas que viajam para fazer compras em outros países, o que se traduz em renda e empregos", acredita o presidente do Comtur, Carlos Silva.

Leia também:

Aumento da cota para US$ 500 fomenta o comércio e o turismo na Região Trinacional do Iguassu

Sai em Diário Oficial aumento da cota. Serão US$ 500, para compras no Paraguai e outros vizinhos