H2FOZ | Notícias | Foz do Iguaçu
  1. Home
  2. Notícias
Por: Cláudio Dalla Benetta

Embratur "vende" Foz do Iguaçu para os chineses

Embratur
["S\u00f3 Foz, Rio e Amaz\u00f4nia foram promovidos entre os chineses."] (Foto: Divulgação)

H2FOZ

A Embratur (Instituto Brasileiro de Turismo) promoveu três roadshows nas cidades de Pequim, Xangai e Chengdu, entre os dias 13 e 20 de maio. 

Ao todo, 150 operadores e agentes chineses receberam informações detalhadas de dez representantes de organizações brasileiras, entre elas, aeroporto, operadores receptivos e secretarias de turismo.

Com o tema “Brazilian Experience”, os seminários apresentaram o Brasil como destino turístico, com foco em duas cidades - Foz do Iguaçu e Rio de Janeiro - e na Amazônia. 

“Mostramos o que o Brasil oferece para o público chinês, reforçando os segmentos de Ecoturismo e Cultura, os principais de interesse desse turista", disse Alisson Andrade. assessor da Diretoria de Inteligência Competitiva e Mercadológica do Turismo da Embratur, Alisson Andrade, representante da Embratur nos seminários.

Segundo ele, o Brasil é considerado pelo Fórum Econômico Mundial como o primeiro em natureza e oitavo em cultura e, portanto, "tem uma vantagem competitiva no mercado. por oferecer o que o visitante chinês busca”.

Gigante do turismo

A China é um mercado turístico importante, que envia para o mundo mais dee 150 milhões de turistas. 

“Até 2030, a previsão é de que um terço dos visitantes do mundo, isto é, 450 milhões de pessoas, sejam provenientes da China. Por isso, é fundamental este trabalho que a Embratur faz, que é de levar empresários brasileiros para entrar em contato e estabelecer negócios com os chineses”, disse Allison Andrade.

Durante as rodadas de negócios, fornecedores brasileiros estiveram em contato com compradores chineses. No networking, além da degustação de itens da gastronomia brasileira, houve a troca de experiências e contatos entre os representantes das duas delegações. 

Além disso, ao comandar o seminário, a Embratur lançou ferramentas de promoção turística em mandarim. O Market Place, voltado para negócios (B2B), e o Visit Brasil Academy, plataforma de treinamento a distância para profissionais do setor, estavam disponíveis apenas em português, inglês e espanhol. 

Esta segunda ferramenta é dedicada a profissionais estrangeiros, para que se eduquem e se tornem especialistas em Brasil e, com isso, ofereçam mais e melhores destinos brasileiros a seus clientes.

Ligações aéreas

Ainda nos encontros na China, os assessores da Embratur Alisson Andrade e Diego Feijó estiveram reunidos com as principais companhias aéreas que ligam a China ao Brasil, como Air China, LATAM, United Airlines, American Airlines e Ethiopian Airlines. 

“O objetivo das reuniões foi para ter mais detalhes de como está a conectividade com o Brasil e como abrir novas rotas no país. A ideia foi entendermos o que eles precisam para abrir novas conexões e integrar as ações do Instituto com as empresas e promover os destinos brasileiros na China”, explicou Diego Feijó.

“Foram conversas produtivas, que devem gerar ações conjuntas nos próximos meses”, completou. 

Fonte: Embratur

X