H2FOZ | Notícias | Foz do Iguaçu
  1. Home
  2. Notícias

Foz integrará programa de inovação da União Europeia

Foz integrará programa de inovação da União Europeia
Com soluções tecnológicas baseadas no conceito de cidades inteligentes e sustentáveis, ações buscam fomentar o turismo (Foto: Divulgação )

Por Assessoria Assespro Paraná 

Foz do Iguaçu foi uma das cidades escolhidas para participar do Innovact II, programa de inovação desenvolvido pela União Europeia (UE) em conjunto com a Comunidade de Estados Latino-Americanos e Caribenhos (CELAC), que tem o objetivo de identificar e desenvolver cadeias de valor transfronteiriças, favorecendo associações EU-América Latina. O foco das ações nessa cidade será no desenvolvimento do turismo, através das soluções criadas na área de TIC (Tecnologias da Informação e Comunicação) e embarcadas no contexto de cidades inteligentes e sustentáveis.

A informação foi divulgada pela Assespro – PR (Associação das Empresas Brasileiras de Tecnologia da Informação), principal articulador institucional da área de tecnologias informáticas no PR, ao lado da Governança Estadual de TIC.

O lançamento do Innovact II aconteceu em dezembro de 2018. No início de 2019, houve um contato com as regiões escolhidas, para conhecimento e desenvolvimento de trabalhos locais, mapeamento e seleção das cadeias de valor e identificação das regiões associadas à UE. O encerramento acontecerá em abril de 2020 e até lá serão realizadas, trimestralmente, reuniões nos locais.

A ideia é promover, com base em exemplos da experiência europeia, o desenvolvimento de estratégias, planos de ação e projetos ou programas concretos que possam ser implementados em um curto prazo, visando o desenvolvimento das cadeias de valor escolhidas em cada região.

O programa pretende alcançar instituições políticas e autoridades nacionais e regionais, mas, principalmente, instituições e atores do setor público e privado que possam ser beneficiados com a promoção de inovação e competitividade comercial. A inovação é uma das prioridades do programa, porque se mostra essencial à perspectiva de crescimento inteligente. 

O Brasil não teve nenhuma região incluída na primeira edição do Innovact que aconteceu em 2017 e 2018, mas ganhou espaço nessa segunda edição, em que Foz do Iguaçu e toda a Tríplice Fronteira entre Brasil, Argentina e Paraguai são um dos pontos focais do programa.

Turismo e soluções em tecnologia 

Izoulet Cortes Filho, Diretor Adjunto de Projetos e Negócios Internacionais da Assespro – PR, afirma que a linha de atuação voltada para o turismo e o setor de TIC se deve ao fato de que a cidade — que é o segundo destino turístico do Brasil, na qual estão as Cataratas do Iguaçu, uma das sete maravilhas da Natureza — juntamente com o Parque Tecnológico Itaipu (PTI), tem sido ambiente de experimentação de tecnologia para cidades inteligentes e sustentáveis, como acontece com o Laboratório Vivo de Cidades Inteligentes, iniciado também em dezembro de 2018.

Esses recursos já existiam no PTI antes, mas passaram a estar associados por um Centro de Controle e Operações. O objetivo é que o Laboratório continue a ser palco de novas experimentações.

Vitarque Coelho, Coordenador Geral de Sistemas Produtivos e Inovativos do MDR (Ministério de Desenvolvimento Regional), acredita que o turismo, que é muitas vezes frágil, pode ser bastante favorecido pelas inovações tecnológicas.

“O setor de turismo é complicado, porque muitas vezes se investe nele, mas não há retorno. Há muitas soluções de TIC, no entanto, que podem ser efetivas no seu desenvolvimento. Existem muitos aplicativos, por exemplo, que podem ser utilizados para impulsionar o turismo, pois oferecem facilidades para quem está viajando. Um exemplo são os aplicativos de motoristas particulares, já bem conhecidos pela população.  Mas há muitas outras atividades que podem ser exploradas, como: aplicativo para aluguel de carro, para passeios, para encontrar guias etc.”, afirma Coelho.

Para Izoulet, a iniciativa é de extrema relevância para o estado do Paraná. “É muito importante que o Innovact esteja atuando em Foz, porque vai ativar oportunidades apresentadas pelos desafios do plano de ação da Governança de TIC, conectando o setor de TIC e o Paraná dentro de uma sistemática de cidades inteligentes, conectadas e sustentáveis”, conclui.