H2FOZ | Notícias | Foz do Iguaçu
  1. Home
  2. Notícias

Por: Cláudio Dalla Benetta - H2FOZ

Jornal paraguaio diz que já há uma data para a reabertura da Ponte da Amizade

Jornal paraguaio diz que já há uma data para a reabertura da Ponte da Amizade
Protocolo deve prever número de pessoas que poderão passar por dia e os locais a que terão acesso. (Foto: Marcos Labanca)

H2FOZ - Cláudio Dalla Benetta

O jornal paraguaio ABC Color informa nesta quarta-feira, 16, em sua edição on line, que a Ponte da Amizade será reaberta no próximo dia 26 - sábado da semana que vem -, quando expira o decreto de fechamento das fronteiras do Brasil.

Nesse período de dez dias, o Paraguai espera concluir o protocolo sanitário, segundo a diretora de Migrações do país, María de los Ángeles Arriola.

A abertura será "gradual, parcial e temporária", segundo o jornal. O protocolo sanitário será feito de forma coordenada com a margem brasileira, "para dar um pouco de oxigênio à economia de Ciudad del Este, que já estava golpeada antes da pandemia e que agora está agonizando".

"As pessoas precisam trabalhar, começar a produzir, e a reabertura da ponte é uma ferramenta para ir reativando a economia devagar", disse ao ABC Color o presidente da Câmara de Empresários de Ciudad del Este e Alto Paraná, Carlos Jara.

O esboço do protocolo anunciado pelo ministro Julio Mazzoleni prevê a criação de um cordão sanitário, que restringiria o acesso de brasileiros apenas ao microcentro de Ciudad del Este. Os iguaçuenses teriam que entrar e sair do Paraguai no mesmo dia, o que também valerá para os paraguaios que vierem a Foz do Iguaçu.

Segundo a diretora de Migrações, os iguaçuenses poderão entrar em Ciudad del Este entre 5h e 10h, tendo tempo para fazer as compras até 18h, quando devem retornar ao lado brasileiro. Mas ainda não se sabe que medidas serão aplicadas a quem passar do horário.

E há ainda muitos detalhes a definir, de acordo com María de los Ángeles Arriola. "Não podemos deixar nenhum fio solto. Lembremos: abertura parcial e temporária. Isso significa que, se não funcionar, volta-se a fechar", disse.

Um dos pontos a ser fixado é o de quantas pessoas poderão entrar ou sair do Paraguai. Além disso, não se sabe como será feito o controle de acesso.

O que já se tem como certo é que não poderão atravessar a fronteira as pessoas que testaram positivo para covid-19 num período inferior a 14 dias.

O esboço do protocolo apresentado pelo ministro Julio Mazzoleni ao presidente Mario Abdo Benítez só prevê a reabertura da fronteira entre Ciudad del Este e Foz do Iguaçu. Para as outras cidades da fronteira, funcionará o serviço de vendas on line, com entrega dos produtos em locais definidos.

Delivery fronteiriço

Nesta quarta-feira à tarde, será firmado um acordo entre o Paraguai e o Brasil para habilitação dos centros logísticos de fronteira, segundo informou o chanceler paraguaio Antonio Rivas.

O acordo permitirá que brasileiros possam comprar pela internet produtos à venda no comércio paraguaio de fronteira, buscando-os nesses centros logísticos. O limite de compras será de US$ 500.

Este serviço não funcionará em Ciudad del Este, exatamente porque já se prevê a reabertura da Ponte da Amizade.

Passaporte sanitário

O jornal La Clave informa que a Câmara de Comércio de Alto Paraná apresentou na terça-feira, 15, um protocolo para análise do Ministério de Saúde Pública, que prevê a criação de um passaporte sanitário para os trabalhadores que moram em Ciudad del Este e Foz do Iguaçu.

O plano estabelece horários e número de pessoas para a travessia da Ponte da Amizade para atividades comerciais.

O passaporte conteria dados pessoais do trabalhador e resultados do teste para covid-19, que deverá ser feito a cada três meses.

O plano da Câmara de Comércio também fixa uma cota de entrada de até 2 mil veículos por dia pela Ponte da Amizade, com período de permanência não superior a 24 horas.

Leia mais

Ministério de Saúde do Paraguai apresenta "esboço de protocolo" para reabrir Ponte da Amizade