H2FOZ | Notícias | Foz do Iguaçu
  1. Home
  2. Notícias

Por: Cláudio Dalla Benetta - H2FOZ

Manifestantes fazem marcha para pedir a reativação do turismo, em Puerto Iguazú

Manifestantes fazem marcha para pedir a reativação do turismo, em Puerto Iguazú
A exemplo de outras cidades turísticas, Puerto Iguazú "agoniza" e já há quem não aguente mais a situação. (Foto: La Voz de Cataratas (Facebook))

H2FOZ - Cláudio Dalla Benetta

Trabalhadores e proprietários de empresas de turismo de Puerto Iguazú fizeram uma marcha, na manhã desta quinta-feira, 24, para pedir ajuda ao setor, "que agoniza", ainda sem saber o que vem pela frente, como noticia a Radio Cataratas, em seu portal.

Os manifestantes pediram a eliminação de impostos e a aplicação da Lei de Sustentação e Reativação Econômica, com pagamento de subsídios a trabalhadores. Mesmo depois que tudo passar, eles consideram que a reativação do turismo será muito lenta.

Segundo a matéria postada pela rádio, alguns manifestantes disseram que só em 2022 será possível se falar de uma recomposição para o setor, com níveis de ocupação que se aproximem das médias históricas.

"Sem turistas não há atividades", diziam os manifestantes.

Para o portal La Voz de Cataratas, na matéria que anunciou da manifestação, um dos líderes, Freddy Rios, disse que todos trabalhavam cem por cento na atividade, muito golpeada pela pandemia, e é hora de ir avaliando o regresso ao trabalho.

"A pandemia é um fato. Hoje devemos conviver com o vírus dentro de normas de conduta, com responsabilidade social, e levar adiante o cotidiano de nosso viver. Sem trabalho é impossível sobreviver", acrescentou.

É a segunda manifestação nesa semana, em Puerto Iguazú, embora esta tenha tido menos participantes, segundo a Radio Cataratas.

Durante a manifestação, que seguiu até o Marco das Três Fronteiras, foi bloqueado o acesso ao Parque Nacional Iguazú.

Críticas

Houve quem criticasse os manifestantes, por promoverem aglomerações. E, também, porque não seria a hora de receber visitantes massivamente, já que houve registros nesta semana de novos casos de covid-19 em Puerto Iguazú.

A província de Misiones, onde fica Puerto Iguazú, tem cerca de 1,1 milhão de habitantes, mas conta com apenas 50 leitos com respiradores.

Em caso de aumentar o número de infectados, o atendimento ficará impossibilitado rapidamente, segundo essa fonte, que reconhece a situação difícil em que vive o pessoal do turimo.

Segunda manifestação da semana

Na segunda-feira, 21, Puerto Iguazú já havia sido palco de uma manifestação, como mostrou reportagem de Denise Paro. Confira:

Profissionais do turismo de Puerto Iguazú clamam por socorro em protesto