H2FOZ | Notícias | Foz do Iguaçu
  1. Home
  2. Notícias

Por: Cláudio Dalla Benetta

Nem "Kelembu" nem McLeod: Ciudad del Este ganha o direito de eleger um novo prefeito

Nem
["Festa nas ruas quando Sandra McLeod foi destitu\u00edda. Vit\u00f3ria da popula\u00e7\u00e3o."] (Foto: Wilson Ferreira, Última Hora)

Por Cláudio Dalla Benetta

O Tribunal Superior de Justiça Eleitoral do Paraguai anunciou nesta sexta-feira, 8, em Assunção, que haverá eleições para prefeito de Ciudad del Este no dia 5 de maio. Cerca de 200 mil pessoas estarão habilitadas a votar.

Os partidos políticos poderão eleger seus candidatos em internas no dia 24 de março.

O eleito ficará no cargo até o final do mandato da prefeita destituída, Sandra McLeod, isto é, novembro de 2020. Ela foi afastada do cargo pela Câmara dos Deputados e deverá responder na Justiça por uma série de acusações de corrupção.

Foram pelo menos 30 irregularidades apontadas pela interventora Carolina Llanes, que representam um prejuízo de pelo menos 128 bilhões de guaranis aos cofres públicos (mais de R$ 78 milhões).

Kelembu

Quanto ao polêmico vereador Celso Kelembu Miranda, "eleito" prefeito em sessão da qual só participaram adeptos da ex-prefeita, caberá à própria Câmara resolver quem de fato ficará no cargo até as eleições.

O próprio Kelembu admitiu que a eleição dele se tratava de uma manobra para evitar a destituição de McLeod, o que acabou acontecendo na quinta, 7.

A destituição de Sandra McLeod levou a população de Ciudad del Este às ruas, em festa, depois de meses de protesto pedindo punição contra a corrupção de que ela e o marido, o senador Javier Zacarías, são acusados.