H2FOZ | Notícias | Foz do Iguaçu
  1. Home
  2. Notícias

Por: Cláudio Dalla Benetta

Puerto Iguazú recebe voos de mais uma aérea de baixo custo

Puerto Iguazú recebe voos de mais uma aérea de baixo custo
Recepção ao primeiro avião da JetSmart a pousar no aeroporto de Puerto Iguazú. (Foto: El Independiente Iguazú)

H2FOZ

Mais uma companhia aérea de baixo custo começa a operar no aeroporto internacional de Puerto Iguazú, na Argentina.

O voo inaugural da "low cost" chilena JetSmart chegou na terça-feira (18), de Buenos Aires. A ligação entre Puerto Iguazú e a capital argentina será feita com quatro frequências semanais, a partir de julho.

Nesta quarta, o aeroporto vizinho recebe o primeiro voo proveniente da capital da província argentina de Salta, com a qual Puerto Iguazú terá duas frequências semanais.

O secretário de Turismo de Misiones, José Maria Arrúa, lembrou que, em 2015, apenas duas empresas aéreas atendiam Puerto Iguazú. Hoje, são seis, o que amplia muito a capacidade de receber mais turistas, disse.

A proposta da JetSmart, a exemplo de outras aéreas de baixo custo, é oferecer viagens mais baratas, mas sem qualquer agrado ao cliente.

A JetSmart começou a operar na Argentina em 10 de abril deste ano. Mais da metade de suas rotas conecta as províncias do país diretamente, sem passar por Buenos Aires.

A empresa, que faz parte do grupo americano Indigo Partners, opera com a frota mais nova de Airbus. Somando-se os passageiros do Chile e da Argentina, só em janeiro deste ano a aérea transportou mais de 3 milhões de pessoas, atraídas principalmente pelos preços mais baixos das passagens.

A meta da JetSmart é continuar crescendo, até chegar a cem aviões e 100 milhões de passageiros em 2026, atendendo os países da América do Sul.

Atualização a seguir:

"Começamos nesta semana com os voos em Puerto Iguazu e vamos conectar o norte da Argentina e a capital Buenos Aires com o Destino Iguaçu. Queremos que mais gente conheça Iguazú e também Foz do Iguaçu, e que os brasileiros visitem Salta e Buenos Aires”, disse o gerente geral da JetSmart, Gonzalo Perez Corral.

"Temos uma proposta de preços baixos porque temos uma operação eficiente, com novas aeronaves que conseguem uma economia significativa de combustível. É por isso que muitas pessoas aproveitarão nossos preços para viajar, comprando seus ingressos exclusivamente em www.jetsmart.com", acrescentou o gerente.

Em relação à operação da Jetsmart em território brasileiro, Gonzalo Perez Corral disse que ainda não há nada oficial no planejamento, mas admitiu uma rota em estudo ligando Santiago, no Chile, a Foz do Iguaçu. 

Conectividade

As novas rotas vão permitir a vinda de mais turistas argentinos para o Destino Iguaçu, com preços acessíveis, tornando Foz do Iguaçu um portão de entrada para o Brasil. Além do mais, os voos da JetSmart serão importantes para que viajantes de outros países, que estejam na Argentina, incluam Foz do Iguaçu no seus roteiros.

"Com esses voos, podemos atrair turistas argentinos para o Brasil, tendo Foz como porta de entrada. Já estamos trabalhando com destinos do Nordeste para explorar essa ligação. Além disso, o baixo custo da passagem da JetSmart pode ser mais um  estímulo para o  turista vir a Foz, podendo esticar a viagem até a Argentina por um custo muito acessível. Temos muito a trabalhar com essas novas possibilidades que se abrem", avaliou o diretor de Marketing e Eventos da Secretaria de Turismo, Indústria, Comércio e Projetos Estratégicos, Washington Sena.

Reflexos positivos

Na opinião do vice-presidente do Conselho Municipal de Turismo, Licério Santos, o anúncio da operação da JetSmart terá reflexos positivos para Foz do Iguaçu e região.

"O início da operação da JetSmart no aeroporto de Puerto Iguazu refletirá no turismo de Foz e região. Isso porque muitos passageiros que chegam na cidade vizinha utilizam a hotelaria local, especialmente estrangeiros, e assim também ganhamos mais uma opção para o turismo receptivo de Santiago via Buenos Aires. A conexão com Salta é um novo produto que passa a ser comercializado pelo receptivo movimentando diversos setores, entre elas gastronomia, hotelaria, transporte e outros", observou Santos.

Fontes: La Voz de Cataratas,e El Independiente Iguazú e assessoria da Secretaria de Turismo de Foz do Iguaçu

X