H2FOZ | Notícias | Foz do Iguaçu
  1. Home
  2. Notícias

Por: Assessoria

Semeador participa de semana de combate à Dengue

Semeador participa de semana de combate à Dengue
Objetivo de conscientizar a comunidade acadêmica (Foto: Divulgação)

Enquanto muito se fala do novo coronavírus, outras doenças avançam no Paraná. Segundo boletim da Secretaria de Estado de Saúde, já foram registrados 167.707 casos confirmados da doença no estado - destes, 132 pessoas já morreram.

O relatório mostra ainda que, em uma semana, houve um acréscimo de 10.289 novos casos, com 10 óbitos. E desses 10 novos óbitos, 5 ocorreram na região Oeste: de um rapaz de 21 anos em Cascavel, de um homem de 53 de Foz do Iguaçu, de uma mulher de 43 anos em Toledo, de um homem de 63 em Tupãssi e de um menino de 8 em Assis Chateaubriand.

No ranking nacional, o Paraná é o estado com maior número de casos e também de incidência de dengue (casos por 100 mil habitantes) no Brasil.

Com o objetivo de conscientizar a comunidade acadêmica - mais de 20 mil alunos, além de pais e familiares, professores e colaboradores, o Colégio Semeador promove uma semana inteira com diversas ações para discutir o crescimento preocupante dos novos casos de Dengue, além de avaliar os métodos mais eficazes de controle.

Entre as ações, a instituição realiza, na terça-feira, dia 26, às 17h, uma live nas redes sociais com o tema "Dengue: no meio de uma pandemia como fica a epidemia?".

A transmissão conta com a participação dos professores de Geografia, Eduardo Lopes, e de Biologia, Guilherme Teitge, do Ensino Médio do Colégio Positivo, além dos convidados Flávio Feltrim e Natália Ferreira. Aberta à comunidade, a live pode ser acessada pelo Facebook do Colégio Semeador.

Natália Ferreira é doutora em Genética e Biologia Molecular e diretora da Oxitec do Brasil - empresa de biotecnologia que anunciou, esta semana, os resultados preliminares de um teste bem-sucedido da sua nova tecnologia de mini-cápsulas do Aedes do Bem™, que suprimiu, em 13 semanas de tratamento, 95% da população do Aedes aegypti na região testada.

Veja Também