H2FOZ - Foz do Iguaçu
  1. Home
  2. Notícias

Unila investirá R$ 480 mil em pesquisas

Unila investirá R$ 480 mil em pesquisas
Estudo foram propostos por instituições públicas do Oeste do Paraná, Misiones e Alto Paraná (Foto: Divulgação )

Por Unila

Trinta e dois projetos de pesquisa sobre temas prioritários para as cidades de Foz do Iguaçu, Ciudad del Este e Puerto Iguazú serão desenvolvidos por docentes da Universidade Federal da Integração Latino-Americana (UNILA), durante o período de 2019 a 2021. Os projetos foram selecionados no primeiro edital de fomento do Programa Institucional Agenda Tríplice, iniciativa que tem o objetivo de estimular a realização de pesquisa científica com foco na região da Tríplice Fronteira, de forma indissociável com o ensino e a extensão. Em dois anos, a UNILA irá investir R$ 480 mil – R$ 15 mil para cada projeto selecionado – de recursos próprios, para o desenvolvimento das pesquisas.

Os temas que serão estudados nos projetos selecionados pelo edital foram propostos por 19 instituições das três cidades fronteiriças, além de autoridades públicas do Oeste do Paraná, da província de Misiones e do departamento do Alto Paraná. No lado brasileiro da fronteira, participam entidades como o Ministério de Relações Internacionais, a Polícia Federal, a Associação dos Municípios do Oeste do Paraná, secretarias e órgãos ligados à Prefeitura Municipal de Foz do Iguaçu, a Associação dos Municípios do Oeste do Paraná e a Itaipu Binacional.

Durante reuniões realizadas no segundo semestre de 2018, cada entidade sugeriu temas de estudo que considerava importante para a solução de problemas públicos e a promoção do desenvolvimento regional. A proposta é que, a partir dessas demandas, as equipes de pesquisadores da UNILA produzam conhecimentos e indicadores que possam subsidiar essas entidades e autoridades na implantação de novas políticas nas esferas municipais, estaduais e federais.

“A Agenda Tríplice propõe uma série de desafios públicos e científicos e tem um compromisso firmado com o território da região. O grande objetivo é realizar pesquisas nas áreas em que a sociedade está demandando. Esta é uma forma, inclusive, de prestação de contas da Universidade, ao fazer com que a pesquisa produzida na academia esteja compromissada com o desenvolvimento da sociedade”, explica o pró-reitor de Pesquisa e Pós-Graduação, Dinaldo Sepúlveda Almendra Filho. Entre os compromissos assumidos pelo programa está a apresentação dos resultados, por parte das equipes de pesquisadores, em eventos públicos de divulgação e abertos à comunidade.

Referência em pesquisas sobre fronteiras

Todos os temas propostos pelas entidades da região estão listados na Resolução CONSUN 07/2018, que regulamenta o programa Agenda Tríplice na UNILA. O documento está disponível em https://www.unila.edu.br/noticias/agenda-triplice. No total, foram mapeados 500 assuntos, em todas as áreas do conhecimento, que foram considerados prioritários para a região. Embora nem todos os temas tenham sido contemplados nos projetos selecionados pelo primeiro edital de fomento do programa, o objetivo é que o mapeamento possa servir para desenvolver outras atividades capazes de articular o dia a dia acadêmico aos desafios públicos e científicos da sociedade.

“Com essas iniciativas, espera-se promover a reflexão contínua sobre os territórios de abrangência imediata da UNILA, contribuindo para desenvolver e fortalecer as instituições argentinas, brasileiras e paraguaias, por meio da produção de novos conhecimentos em projetos de pesquisa associados às ações de extensão e à formação de recursos humanos”, destaca Almendra Filho.

A longo prazo, o objetivo é fazer com que os pesquisadores sejam referência em diversos aspectos da região trinacional e que a UNILA se torne modelo em pesquisas sobre fronteiras. “A região trinacional é um laboratório local de experiências e de resultados de processos de integração, que podem servir à UNILA e às instituições participantes para colocar em perspectiva o contexto da América Latina e do Caribe de um modo mais amplo. Dessa forma, podemos contribuir para gerar soluções e visões de desenvolvimento inovadoras que possam ser referência para outros lugares do mundo, em diversas áreas de conhecimento”, salienta o pró-reitor.