H2FOZ | Notícias | Foz do Iguaçu
  1. Home
  2. Notícias

Por: H2FOZ

Universidade de Ciudad del Este instalou curso de Medicina em salas de shopping

Universidade de Ciudad del Este instalou curso de Medicina em salas de shopping
Negócio da educação superior se expande via franquias, diz o jornal La Clave. (Foto: La Clave)

Já imaginou ter aulas em salas num shopping? É bom porque ali já tem tudo, de lanches a bens de consumo em geral. Mas não é bem assim, né?

O jornal La Clave traz na edição desta terça-feira, 21, uma matéria intitulada "Universidade garagem se instala no prédio de um conhecido shopping".

O shopping é o Jesuíticas Plaza, no km 8 da rodovia de acesso a Ciudad del Este. E é ali que vai funcionar o curso de Medicina da instituição, que já conta com uma sede na Avenida del Lago, inaugurada em 2019.

O jornal lembra que a universidade tem permissão legal para funcionar no shopping, concedida pelo Conselho Nacional de Ensino Superior, "mas isto não garante a qualidade da educação, dirigida especialmente a estudantes do Brasil".

"Um negócio"

Para o jornal, "a educação superior se converteu em um negócio a mais no Leste do país, especialmente com a habilitação de cursos na área da saúde, que são o atrativo ideal para estudantes brasileiros que optam por estudar nas universidades da capital do departamento, e não em seu país".

Não é por acaso, também, que a partir de 2006 o número de instituições de ensino superior no Paraguai se multiplicou. Em 2007, por exemplo, o Congresso paraguaio criou uma universidade a cada 40 dias.

Em 2013, já eram as 54 que existem hoje. O negócio segue em expansão, afirma o La Clave, mas agora não com criação de novas instituições por lei, mas sim acentuando um método que cumpre idêntica função: a venda de franquias.

Franquias

"Os empresários da educação vendem o nome a investidores, que multiplicam à vontade as universidades, de acordo com seus interesses particulares", diz o jornal. "A maioria não conta com as condições mínimas para o exercício do ensino", denuncia ainda.

O que atrai os brasileiros é o baixo custo, "assim como a pouca exigência acadêmica que os alunos devem cumprir". O jornal compara, dizendo que, no Brasil, o custo mensal de um curso de Medicina pode chegar a 15 milhões de guaranis (R$ 9,6 mil), enquanto no Paraguai custa "dez vezes menos".

Calcula-se que 15 mil brasileiros estudem principalmente Medicina e Odontologia nas instituições de Ciudad del Este.

Mais um problema apontado por La Clave: "Outra queixa recorrente é a proliferação de estudantes brasileiros em hospitais públicos da região, que realizam estágios por meio de convênios com universidades privadas. Um grande número de residentes pode ser visto nos corredores dos centros de atendimento, mas os usuários afirmam que nem sequer (eles) sabem lidar com o espanhol, o que dificulta o atendimento".

Link para o original:

Universidade garage se instala en el predio de un conocido shopping

X