Loja de Ciudad del Este é processada por venda de produtos falsificados

A loja vendia faixas ortopédicas como se fossem de marca reconhecida.

Perícia confirmou falsificação em apreensões feitas durante uma busca do Ministério Público, após denúncia.

Depois de ter o resultado da perícia feita em vários produtos apreendidos durante busca na loja Shopping Lion, de Ciudad del Este, o promotor especializado em casos puníveis contra a propriedade intelectual, Julio Paredes, abriu processo contra a proprietária, informa o jornal La Clave.

WHATSAPP – Assine a nossa linha de transmissão.

TELEGRAM – Entre em nosso grupo.

A loja foi denunciada ainda em 2018 pela advogada da marca Sweet Sweat, Myriam Lorena Oberladstatter, pela venda indiscriminada de faixas ortopédicas, pedindo ao Ministério Público que investigasse o caso.

A intervenção na loja, autorizada pela juíza Cinthia Garcete, foi acompanhada por Adit Esther Villalba, que disse ser encarregada do local no momento do procedimento e foi convidada a acompanhar as buscas.

A comitiva apreendeu 30 unidades de faixas ortopédicas da marca Sweet Sweat, suspeitas de serem falsificadas, que foram levadas ao Ministério Público e lacradas. Posteriormente, foi solicitada ao juizado a perícia das faixas.

Com a confirmação, foi imputada a proprietária da loja, por violar o artigo 184 da lei 3440/2008, o qual tipifica e prevê penalidade pela violação dos direitos de autor.

Gostou do texto? Contribua para ampliar o jornalismo em Foz do Iguaçu. ASSINE JÁ

Já escutou o último episódio do GUARÊ, o podcast do H2FOZ? OUÇA AGORA

É proibida a reprodução total ou parcial deste conteúdo sem prévia autorização do H2FOZ.

Claudio Dalla Benetta - H2FOZ

Cláudio Dalla Benetta é jornalista e repórter do H2FOZ. e-mail: [email protected] Veja mais mais conteúdo do autor.