Puerto Iguazú e Presidente Franco retomam negociações sobre a ponte

A balsa é a única ligação entre as cidades argentina e paraguaia. Foto: Arquivo

Em 21 de março, será firmado um compromisso de construção, por autoridades dos dois países.

Há mais de 20 anos paraguaios e argentinos da fronteira sonham com uma ponte que ligaria Presidente Franco e Puerto Iguazú. Vez por outra, o sonho renasce.

WHATSAPP – Assine a nossa linha de transmissão.

TELEGRAM – Entre em nosso grupo.

Nesta sexta-feira, 25, o cônsul paraguaio em Puerto Iguazú, Magno Álvarez, reuniu-se com autoridades locais de Presidente Franco e, em seguida, houve o anúncio de que no dia 21 de março será firmado um compromisso pela obra, entre as duas cidades, com participação de autoridades nacionais da Argentina e do Paraguai, inclusive o ministro de Relações Exteriores paraguaio, Euclides Acevedo.

É mais uma tentativa de trocar o transporte de balsa, única ligação entre Puerto Iguazú e Presidente Franco, por uma ponte, que ampliaria as oportunidades de negócios e turísticas na região de fronteira.

Foi isso, inclusive, que destacaram 15 sindicatos ligados ao setor de turismo, no Paraguai, bem como empresários argentinos do setor, quando se uniram, em janeiro do ano passado, para entregar um documento aos presidentes dos respectivos países, pleiteando a construção da ponte.

Mas, assim como aconteceu com a segunda ponte sobre o Rio Paraná, unindo Brasil e Paraguai, entre o sonho e a realidade podem se passar ainda muitos anos. No caso da Ponte da Integração, foi preciso que a Itaipu Binacional oferecesse recursos e todo o apoio para que a obra saísse da intenção (hoje, já está mais de 75% concluída).

Antes da mudança de governo nos dois países, havia sido formada uma comissão mista para analisar a construção da ponte na fronteira da Argentina com o Paraguai, mas depois, mais uma vez, o assunto foi engavetado.

Segundo o cônsul paraguaio na Argentina, o projeto da ponte já foi declarado de interesse municipal, para Presidente Franco, e departamental, para Alto Paraná.

Da reunião em Presidente Franco, participaram, além do cônsul, a deputada Roya Torres, vereadores e diretores da Prefeitura.

POR BALSA

O movimento por balsa é grande, mas a ponte traria progresso aos dois lados da fronteira. Foto: Gabriela Gomez/Google Maps

A única ligação entre Puerto Iguazú e Presidente Franco é por balsa, como era antigamente, aliás, entre Puerto Iguazú e Foz, antes da construção da Ponte Tancredo Neves, inaugurada no final de 1985.

A balsa entre Presidente Franco e Puerto Iguazú ficou paralisada quase dois anos, por causa da pandemia, e só retomou os serviços em novembro do ano passado.

Gostou do texto? Contribua para ampliar o jornalismo em Foz do Iguaçu. ASSINE JÁ

Já escutou o último episódio do GUARÊ, o podcast do H2FOZ? OUÇA AGORA

É proibida a reprodução total ou parcial deste conteúdo sem prévia autorização do H2FOZ.

Claudio Dalla Benetta - H2FOZ

Cláudio Dalla Benetta é jornalista e repórter do H2FOZ. e-mail: [email protected] Veja mais mais conteúdo do autor.