H2FOZ | Notícias | Foz do Iguaçu
  1. Home
  2. Professor Afonso

Criatividade

(Foto: Carlos Sossa )

* José Afonso de Oliveira

Ensina-nos Domenico De Masi, em sua obra Criatividade e Grupos Criativos, a importância da criatividade para o momento em que estamos agora vivendo.

É justamente em momento de crise que temos de desenvolver a criatividade, já que várias estruturas existentes não respondem mais às finalidades de sua existência, e assim precisamos propor outras que, evidentemente, ainda não existem.

Mas isso deve ser realizado, prioritariamente, em grupos, não tendo ninguém como mais importante, preparado etc., mas todos com a vivência comum de um determinado ambiente social e suas limitações.

Tomemos como exemplo as escolas, nas quais temos vários e diferentes personagens sociais – que vão desde os alunos até o grupo dirigente. Todos querem aprender, mas nos dias atuais isso está bem mais complexo. Decorrente desse fato é muito interessante que todos possam estar reunidos, discutindo e propondo soluções.

Vamos exercer a criatividade à medida que apresentaremos possíveis soluções que ainda não foram executadas, mas que detêm grandes possibilidades de, ao serem colocadas em prática, apresentar novas condições, conseguindo assim superar a crise existente.

Fica claro aqui que a criatividade parte sempre do nada, visando a realizar uma nova situação. Pensemos, por exemplo, que existem vários personagens sociais que são verdadeiros mestres de criatividade, como os cantores, pintores, artistas, escritores etc. que, do nada, criam as suas obras em sintonia com a sociedade na qual estão inseridos. Não fossem eles, a vida social seria, com certeza, muito mais pesada e talvez mesmo com pinceladas de coisas lúgubres, tristes, sem graça.

A criatividade implica uma questão por vezes difícil, dado o nosso comodismo, pois ela vai nos tirar da zona de conforto em que estamos instalados, já que ela se processa de tudo aquilo diferente do que estamos acostumados, que estamos vivendo, ou seja, ela se constitui em nada.

Mas a sua capacidade de reprodução é algo contínuo, pois de alguma forma a criatividade gera criatividade, constituindo assim um novo tecido social e, no caso atual, uma ou várias redes sociais se conjugarmos a criatividade à utilização de equipamentos informatizados, especialmente com as redes sociais