H2FOZ | Notícias | Foz do Iguaçu
  1. Home
  2. Professor Afonso

Soluções em plena crise

Foz terá um ciclo econômico que vai abandonar o atraso, a paralisação, para tornar-se ascendente (Foto: Carlos Sossa )

José Afonso de Oliveira

Encontrar e aplicar soluções em plena crise, isso sim requer grande conhecimento e coragem para empreender, pois o risco é bastante considerável e, por conta disso, alternativas devem ser buscadas para manter empreendimentos econômicos em funcionamento.

Estou dizendo isso em função do que estamos vivendo em Foz do Iguaçu neste momento. A alta do dólar, o surgimento de novos empreendimentos, as mudanças globais nas áreas comerciais..., tudo isso vem trazendo uma enorme modificação nas relações entre Foz do Iguaçu e Ciudad del Este, no Paraguai.

Ninguém mais tem vindo para a nossa região para comprar produtos que serão pagos à vista se nos seus locais de origem esses mesmos produtos podem ser comercializados a prazo, com financiamento, e muitos deles são vendidos nas redes de supermercados existentes.

A alta do dólar, o surgimento de novos empreendimentos, as mudanças globais nas áreas comerciais..., tudo isso vem trazendo uma enorme modificação nas relações entre Foz do Iguaçu e Ciudad del Este, no Paraguai.

Enquanto tudo isso vem ocorrendo, permitindo a realização de manifestações públicas, entre outras alternativas aqui em Foz do Iguaçu, a rede hoteleira está em plena expansão com a construção e entrega de novos hotéis neste ano e em 2020.

São grandes investimentos que irão sinalizar um afluxo maior de turistas em nossa cidade no transcorrer de todo o ano. Além dos hotéis, novos centros de lazer estão sendo lançados na cidade com construções que brevemente serão iniciadas.

Shows, encontros, enfim, toda uma série de atividades está sendo trabalhada para ter início e funcionamento visando a atrair mais turistas que por aqui vão aquecer a economia.

Também nesse contexto, o funcionamento de nossas universidades coloca um número bastante considerável de jovens na cidade incrementando todo o setor imobiliário e de bares e restaurantes. À medida que esses cursos vão ampliando-se, aumentando o número de vagas, mais jovens chegam para morar temporariamente em Foz.

Quanto mais investimentos são realizados, outras atividades passam a ser dinamizadas gerando sempre maior volume de recursos e ampliando a oferta de empregos, permitindo melhorias consideráveis para os habitantes da cidade. Isso significa dizer que teremos assim um ciclo econômico que vai abandonar o atraso, a paralisação, para tornar-se ascendente.

* José Afonso de Oliveira é sociólogo e professor universitário em Foz do Iguaçu. 

X