H2FOZ | Notícias | Foz do Iguaçu
  1. Home
  2. Eleições 2020

Vale a pena ser vereador(a)?

Confira a seguir quem aumentou o patrimônio declarado e quem diminuiu. (Foto: Kiko Seirich)

H2FOZ - Fabiano Severino (pesquisa e texto)
Vacy Álvaro (infográficos)

Entre as candidaturas ao Legislativo municipal este ano, 14 dos atuais 15 ocupantes da Câmara estão disputando a reeleição. Apenas o vereador Rudinei de Moura (Patriota) não está pleiteando mais um mandato. O salário bruto atual de cada vereador(a) é de R$ 9.587,15, sem os descontos ordinários e acréscimos.

LEIA TAMBÉM
16/10/2020 - Eles querem ficar: 14 dos 15 vereadores de Foz do Iguaçu buscam a reeleição


Fizemos a comparação entre a declaração de bens dos vereadores e vereadoras na última eleição, realizada em 2016, e a atual. Confira a seguir quem aumentou o patrimônio declarado e quem diminuiu.

Quem aumentou o patrimônio declarado

Beni Rodrigues (PTB), Darci DRM (PL), Edilio Dall’Agnol (PSC), Narizão (PTB), Elizeu Liberato (PL), Inês Weizemann (PL), João Miranda (PSD), Marcio Rosa (PSD) e Rogério Quadros (PTB), segundo declaração de bens, tiveram seu patrimônio aumentado desde o início dessa legislatura. 

Narizão (PTB) e Rogério Quadros (PTB) em 2016 não declararam bens ao TSE. Nesta eleição, os valores declarados foram:

Narizão (PTB): R$ 150.000,00; e 
Rogério Quadros (PTB): R$ 653.455,87.

Entre os demais, a maior diferença ficou com a vereadora Inês Weizemann (PL), com um aumento de R$ 154.322,80 em comparação com o valor declarado em 2016. Na sequência estão:
João Miranda (PSD): R$ 153.645,10;
Dari DRM (PL): R$ 27.971,82;
Elizeu Liberato (PL): R$ 24.596,35;
Marcio Rosa (PSD): R$ 23.011,86;
Beni Rodrigues (PTB): R$ 21.387,08; e
Edilio Dall’Agnol (PSC): R$ 19.081,59

Quem diminuiu o patrimônio declarado

Anice (PL), Celino Fertrin (Podemos), Jeferson Brayner (PSD), Luiz Queiroga (PTB) e Nanci Rafagnin Andreola (DEM) declararam em 2020 possuírem bens em valores inferiores aos declarados em 2016. A maior diferença está na declaração da vereadora Nanci Rafagnin Andreola (DEM) – um total de R$ 3.485.016,90 a menos. Em 2016, a atual vereadora declarou possuir 26 itens, relacionados na lista de bens declarados, todos descritos como “50% DO BEM INFORMADO NA DECLARAÇÃO DO CONJUGE”, que somavam R$ 3.611.190,57. Neste pleito constam apenas dois itens declarados, no valor total de R$ 126.173,67.

Em seguida, com a maior queda no valor declarado, estão: 

Luiz Queiroga (PTB): -R$ 85.315,10
Anice (PL): -R$ 54.969,88
Celino Fertrin (PODE): -R$ 24.000,00
Jeferson Brayner (PSD): nenhum bem cadastrado em 2020.

A seguir acompanhe no infográfico os valores declarados em cada pleito.