Morador de Foz do Iguaçu é preso com 300 litros de gasolina argentina em casa

Endereço fica no Porto Meira; produto armazenado de forma irregular tem grande risco de explosão.

Apoie! Siga-nos no Google News

A Polícia Federal (PF) apreendeu 300 litros de combustíveis armazenados de forma irregular em uma residência no Porto Meira, em Foz do Iguaçu. Essa prática apresenta grande risco de explosão, frisou a corporação.

LEIA TAMBÉM: Operação recolhe 6 veículos com mercadorias ilegais na fronteira

O bairro é residencial. Os policiais chegaram ao endereço após recebimento de denúncia anônima, “onde detectaram movimentação atípica”, reportou a PF.

Ao fazer a abordagem, os agentes encontraram diversos galões e vasilhames improvisados para acondicionar combustíveis trazidos da Argentina. Os itens eram preparados para comercialização no próprio local.

Gasolina argentina

O proprietário da residência foi preso em flagrante e encaminhado para a Delegacia de Polícia Federal. Os 300 litros de gasolina e 40 de diesel do país vizinho também foram levados para a sede do órgão.

A instituição adverte quanto ao crime ambiental desse tipo de armazenamento. Além de ser ilegal e extremamente perigoso, devido ao risco de explosão.

“Esse risco cresce exponencialmente quando a estocagem é feita em embalagens adaptadas, como garrafas pets e vasilhames plásticos”, enfatizou a PF. Esse material não garante a vedação correta, liberando vapor no ambiente, altamente inflamável.

LEIA TAMBÉM