Foz é a 6ª cidade com mais mortes em confrontos policiais no Paraná. Todas as ocorrências foram com a PM 

H2FOZ – Paulo Bogler

O Paraná registrou aumento no número de mortes em confrontos com policiais e guardas municipais no primeiro semestre de 2020. Foi contabilizada a morte de 184 pessoas, o que representa crescimento de 13,58% em relação ao mesmo período do ano passado, quando ocorreram 162 óbitos. 

Divulgada nesta segunda-feira, 24, a estatística é do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (GAECO), do Ministério Público do Paraná. Esse grupamento realiza o controle externo da atividade policial. 

Com 48 mortes em confrontos com forças de segurança, Curitiba lidera o ranking. Foram 47 óbitos durante ações da PM e uma da Guarda Municipal – o único registro envolvendo guardas em todo o estado. 

No primeiro semestre deste ano, conforme o levantamento do GAECO, não houve no Paraná mortes em confrontos durante ações da Polícia Civil. 

Foz do Iguaçu ocupa a sexta posição entre os municípios com o maior número de mortes nesse tipo de ocorrência. Foram seis registros nos primeiros seis meses do ano, todos envolvendo a Polícia Militar do Paraná (PMPR). A cidade está à frente de Toledo (4), Cascavel (2) e Guaíra (2), que ficam na Região Oeste.

Em 2019, Foz do Iguaçu teve uma morte em confronto policial, ocorrida no primeiro semestre. Em 2018, no município, foram dez óbitos em ocorrências de confronto com as forças policiais, segundo o relatório do GAECO (clique aqui para ler).

Ao H2FOZ, a assessoria do 14º Batalhão de Polícia Militar informou que, em relação a ações do batalhão, as ocorrências “com utilização diferenciada da força” são registradas de acordo com o “caso concreto” de cada situação. Quando há uso de arma de fogo pelo policial militar, a situação é analisada pela Justiça Militar. 

“Ocorrências em que o policial militar faça uso de sua arma de fogo são objeto de apreciação da Justiça Militar, responsável em apurar as circunstâncias de legítima defesa de si ou de outrem”, frisou o 14º BPM. O batalhão destacou que promove “constante aprimoramento técnico”, que inclui técnicas de abordagem, atuação em ocorrências de alto risco, polícia comunitária, direitos humanos e ações em outras áreas.  

“Atualmente, o nosso efetivo está em treinamento em diversos cursos na modalidade EaD, pela Corregedoria da Polícia Militar do Paraná, para continuar servindo a população e resguardando o patrimônio e a integridade do cidadão paranaense”, relatou a Comunicação Social do 14º BPM em Foz do Iguaçu.

Cidades com o maior número de mortes em confrontos com policiais militares no 1º semestre de 2020 (*):

1º) Curitiba – 48 (47 envolvendo PM e 1 em ação da Guarda Municipa)

2º) Londrina – 29

3º) São José dos Pinhais – 14

4º) Colombo – 7

4º) Prudentópolis – 7

6º) Foz do Iguaçu – 6

7º) Piraquara – 5

8º) Fazenda Rio Grande – 4

8º) Ponta Grossa – 4

8º) Toledo – 4

8º) Umuarama – 4

* Fonte: Ministério Público do Paraná/Gaeco

Mortes em confrontos com policiais (por semestre) – 2015 a 2020 (1º semestre):

Fonte: Ministério Público do Paraná/Gaeco

Leia também:

Paraná teve 307 'mortes em confrontos' com policiais em 2019; Foz registrou um caso

Confrontos com a polícia: Foz na 5ª posição em número de mortes

 

error: O conteúdo é de exclusividade do H2Foz.