Cataratas e Itaipu esperam receber 17 mil turistas no feriadão de N.S. Aparecida

O Parque Nacional do Iguaçu anunciou a expectativa de receber 12 mil pessoas durante o feriado prolongado da Padroeira do Brasil, Nossa Senhora Aparecida, que começa neste sábado, 10.   

A Itaipu Binacional, principal a atrativo do complexo Turístico Itaipu, trabalha com a expectativa de receber 5 mil visitantes no mesmo período, totalizando 17 mil visitantes nos dois maiores atrativos de Foz do Iguaçu.   

O número é bem maior do que os 7.289 que passaram pelas passarelas do parque Nacional do Iguaçu no feriado de 7 setembro, o primeiro teste de fogo para a retomada do turismo no lado brasileiro das Cataratas. Do mesmo modo, a expectativa de visitantes da Itaipu para o feriado, na casa dos 5 mil, é maior que os 3.800 que visitaram o Complexo Turístico Itaipu em setembro.

Já o Parque das Aves, o segundo atrativo mais visitado após o Parque Nacional do Iguaçu, espera receber 6 mil visitantes durante os três dias do feriado nacional. Como em todos os atrativos, os visitantes que chegam ao Parque das Aves, têm à disposição aferição de temperatura, álcool gel e, uma vez no recinto, são orientados sobre todo o protocolo de segurança. Para entrar nos aviários, os visitantes não necessitam empurrar os portões de acesso com as mãos. “Essas placas de alumínio colocadas à altura do peito servem para que os visitantes possam empurrar a porta com o cotovelo”, explicou uma monitora em um dos aviários. 

Quem também divulgou expectativa em relação ao número de visitantes foi o Marco das Três Fronteiras. Segundo a assessoria, o atrativo está preparado para receber, dentro das normas de segurança, até 1200 pessoas por dia durante o feriadão.             

Todos os atrativos contam com equipamento para higienização de mãos, que estão espalhados em pontos estratégicos, como sanitários, lojas e outros pontos de parada. Placas lembram a obrigatoriedade do uso de máscaras.
 
Lideranças confiantes

“A expectativa é que nesse feriado possamos mostrar para um número maior de visitantes, o quanto estamos preparados para recebê-los com toda a segurança e os protocolos seguidos à risca”, disse a Diretora Executiva do Visit Iguassu, entidade formada por associados para a divulgação do turismo local, Cristiane Santos. Para ela, neste momento, turismo regional está muito presente aos finais de semana, mas acredito que em função do feriado, devemos receber turistas de outros estados também.

O presidente do Visit Iguassu, Felipe Gonzalez, exclamou: “Há muito tempo não recebíamos tantos visitantes. De fato, fomos surpreendidos. Esperamos que esse retorno seja só o início”. 

O secretário de Turismo, Industria e Comércio e Ações Estratégicas, Gilmar Piolla, disse que a expectativa do Município é um movimento recorde desde o início dessa pandemia. “Com retorno dos voos para Curitiba, Rio de Janeiro e Porto Alegre, além dos que já tínhamos para São Paulo e Campinas, expectativa é superar movimento do feriado de 7 de setembro”, disse.

Outra expectativa é a lição que vai ficar após o feriadão.  ”A lição que vamos aprender tem a ver com a boa imagem de segurança que construímos, com adoção dos protocolos de responsabilidade sanitária, e a certificação dos atrativos, meios de hospedagem e demais atividades, isso tem despertado a confiança e a vontade de viajar no público cativo do destino”, concluiu. 

O presidente do Sindicato dos Hotéis, Bares, Restaurantes e Similares, Neuso Rafagnin disse que depois de seis meses de hotelaria fechada a expectativa do setor para o feriadão é de uma ocupação de 40%. Porém, acrescenta, “existe a possibilidade da porcentagem da ocupação ser um pouco melhor, segundo o que estamos observando”, conclui. Rafagnin  lembra que a ocupação não pode ser  comparada com aos anteriores, quando nesse feriadão 45 mil pessoas desembarcavam em Foz. 

Numa análise para o futuro, seguindo as regras e os protocolos, o hoteleiro acredita que a situação melhorará com a reabertura das pontes. “Quem vem a Foz do Iguaçu quer colocar o pé na Argentina e no Paraguai”, conclui. 

Máscaras obrigatórias em todo o passeio em todos os atrativos         

“Este feriado de outubro será o segundo grande momento pós pandemia para o turismo de Foz do Iguaçu”, declarou o presidente do Visit Iguassu, Felipe Gonzalez. Para ele, o movimento de turistas já se mostra superior ao feriado de setembro. 

Ele destaca a importância de ações para recomeço. “A campanha de retomada, promovida por Itaipu e parceiros, que está sendo veiculada em várias cidades da região demonstra grande efetividade, pois influencia a escolha de Foz do Iguaçu para ser o destino de descanso e lazer das famílias no feriado”, lembra Gonzalez. 

Para o presidente da entidade, “daqui por diante, o cenário já se desenha com mais clareza e é certo que teremos um final de ano mais feliz para o setor turístico”.  

Gonzalez acrescenta: “Nossos associados da hotelaria constatam que já temos público visitante de outras regiões do Brasil, como São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais,  região Nordeste e Norte. Os turistas estão voltando”. 

Felipe Gonzalez conclui parabenizando a cidade por ter feito o dever de casa no quesito saúde e os empresários, que estão comprometidos em cumprir os protocolos sanitários recomendados, o que causa segurança para o cliente ao optar por um destino turístico.

error: O conteúdo é de exclusividade do H2Foz.