Trilhas hoje desativadas do Parque Nacional do Iguaçu podem gerar renda para guias de turismo

H2FOZ – Cláudio Dalla Benetta

Já está bem adiantado o projeto que prevê a capacitação de guias de turismo de Foz do Iguaçu para prestar e comercializar serviços de ecoturismo nas trilhas das Bananeiras e do Poço Preto, no Parque Nacional do Iguaçu.

Segundo o secretário municipal de Turismo, Indústria, Comércio e Projetos Estratégicos, Gilmar Piolla, a utilização desses locais, que estão desativados com o fim da concessão para exploração, poderia garantir renda para muitos dos cerca de 940 guias que estão sem exercer seu ofício desde março deste ano, com o início da pandemia de covid-19.

A articulação do projeto, elaborado em conjunto pela Prefeitura, Conselho Municipal de Turismo (Comtur) e Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae/PR), já tem apoio do chefe do Parque Nacional do Iguaçu, Ivan Carlos Baptiston, e do secretário nacional de Ecoturismo, André Germanos. O deputado Vermelho também apoia o projeto, segundo Piolla.

Agora, faltam apenas os avais do ministro do Meio Ambiente, Ricardo de Aquino Salles, e do presidente do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade – ICMBio, Homero de Giorge Cerqueira, que já foram contatados,.

A intenção é que seja concedida uma permissão de uso temporário e não oneroso das trilhas, que seriam devolvidas à empresa que vencer a futura concessão desses serviços. O edital de concessão não deve sair neste ano, como estava previsto, devido justamente aos efeitos que a pandemia provocou, em especial no setor de turismo, provavelmente o mais prejudicado de todos.

Obtida a permissão, os guias de turismo seriam capacitados para ecoturismo, caminhadas, cicloturismo e observação de pássaros, entre outras atividades.

Para o secretário municipal de Turismo, “esse projeto será muito importante na fase pós-pandemia, porque o turismo internacional vai demorar muito pra chegar”.

O ecoturismo em imagens

Veja algumas fotos de como eram alguns serviços nos tempos da concessão ao Macuco Safari, que poderão agora ser atendidos pelos guias. Muitos vão ficar com saudade e outros com muita vontade de praticar ecoturismo, com certeza:

Caminhada na Trilha das Bananeiras, em meio à natureza.
Outra opção de sucesso é fazer as trilhas em bicicletas .
Observar pássaros? Bom, pássaro é o que não falta. Foto Christopher Monteiro
Que tal ver de perto um bichinho desses?
Esse pássaro você conhece… tem até um desenho animado com um bichinho parecido com este.
Pra fechar, um pôr do sol no porto das Bananeiras. Vale quanto esta vista?
error: O conteúdo é de exclusividade do H2Foz.