Dona Guilhermina Pastorelo, 80 anos, e a história de uma família pioneira em Foz

["Olhe ao fundo as Cataratas, num per\u00edodo de estiagem."](Foto: Álbum de família.)

O pai de Dona Guilhermina veio da Holanda; a mãe, da Alemanha. Vieram pra Foz já com três filhos. E aqui a família se expandiu, foi feliz, mesmo quando – durante a II Guerra Mundial – a polícia queimou todos os livros em alemão da família, que foi expulsa de casa e obrigada a ir morar em Guarapuava.

Mas voltaram e mantiveram o mesmo espírito de vida, cheio de alegria e fé. 

WHATSAPP – Assine a nossa linha de transmissão.

TELEGRAM – Entre em nosso grupo.

A história é contada a partir do ponto de vista de dona Guilhermina Pastorelo, hoje com 80 anos. Um exemplo de mulher para qualquer tempo!

Assista ao vídeo e se emocione.O roteiro é do jornalista Carlos Gruber. Imagens: João Pedro de Mello Porto. Edição: Paulo Henrique da Silva.
 

 

Um pedacinho da história da dona Guilhermina Pastorelo que tive a honra de contar. Uma mulher

Gostou do texto? Contribua para ampliar o jornalismo em Foz do Iguaçu. ASSINE JÁ

Já escutou o último episódio do GUARÊ, o podcast do H2FOZ? OUÇA AGORA

É proibida a reprodução total ou parcial deste conteúdo sem prévia autorização do H2FOZ.

Claudio Dalla Benetta - H2FOZ

Cláudio Dalla Benetta é jornalista e repórter do H2FOZ. e-mail: [email protected] Veja mais mais conteúdo do autor.